Por Juliana Gaidargi em 13/08/2019 em Gestão de TI

Todos os CIOs trabalham para um CEO, direta ou indiretamente. Embora os especialistas sempre falem sobre o que um CIO precisa fazer para ser eficaz, é raro observar o papel de outros executivos de nível “C” no apoio ao CIO ou na promoção da excelência em TI. Dessa forma, o site CIO Brief solicitou a três CIOs diferentes que analisassem a questão do que os CIOs precisam dos CEOs para serem bem sucedidos. Confira, a seguir, pensamentos e insights desse profissionais:

Um relacionamento simbiótico

Kyoko Kobayashi é vice-presidente de Tecnologia da Informação da Holt Renfrew. Ela tem a responsabilidade geral pelo desenvolvimento e execução da estratégia de TI de sua empresa. Além disso, ela tem muitos anos de experiência em gerenciamento de TI em outras posições de varejo e financeiras. Ela abordou a questão sobre o que os CIOs precisam dos CEOs. Contudo, ela primeiro olha o que este precisa do CIO. 

Segundo Kobayashi, as necessidades de ambos caem em uma hierarquia, muito parecida com a de necessidades de Maslow.

Ebook Melhores Práticas em Gestão de TI

Necessidades básicas e regulamentares

Este nível raramente é discutido pelos CEOs e CIOs, “a menos que a simbiose esteja desativada”, disse Kyoko. Afinal, estas são “apostas de mesa”. O que os CIOs precisam dos CEOs é uma chance de comunicar desafios de gestão neste nível. Isso, além de flexibilidade para desenvolver diferentes abordagens para a gestão de risco e investimento. “Precisamos de uma oportunidade para desmistificar essa área para os executivos”, disse ela. Portanto, CEOs e CIOs devem encontrar tempo e explorar diferentes formas de equilibrar os custos de capital e de operação. Tudo a fim de alcançar maiores sinergias. Além disso, os executivos seniores precisam entender melhor a importância dos requisitos regulatórios e os riscos de não-conformidade. “Isso deve ser colocado na agenda executiva”, afirmou ela. “E eles devem entender que reduzir a despesa nesta área também tem um custo”.

Necessidades de governança e de comunicação

Há muito tempo existe uma expectativa de que a TI deve entender o negócio e alinhar suas estratégias a ele. No entanto, para conseguir isso, o papel fundamental da TI na capacitação de negócios precisa ser reconhecido pelo CEO. Isso começa com o fornecimento de uma “cadeira na mesa” para o gerenciamento da demanda de TI por meio de participação na governança corporativa. Afinal, conforme mais iniciativas multifuncionais são iniciadas, a colaboração e a comunicação se torna cada vez mais crucial para a TI. Além disso, os CEOs devem garantir que os recursos de TI sejam alocados de forma a identificar claramente as principais prioridades da empresa. “O CEO deve falar com e para os negócios como um todo ”, explicou Kyoko.

Necessidades de valor da empresa

Todos os CIOs gostariam de ajudar a definir a estratégia de negócios. Entretanto, esse é um papel que deve ser conquistado. Portanto, os CIOs devem criar credibilidade em sua capacidade de fornecer valor comercial consistentemente, ajudar a facilitar a comunicação em toda a organização, ficar a par das tendências do setor e da  competitividade e olhar para as soluções de negócios de forma holística. Afinal, eles precisam que seus CEOs reconheçam o papel fundamental da TI de fornecer soluções de negócios inovadoras e facilitar a transformação. Isso, além de comunicar sua confiança que a TI possa atender a essas necessidades. “Nesse nível, o suporte do CEO é crucial para a TI”, afirmou Kyoko.

Visão, missão e engajamento

Gary Davenport é o vice-presidente de Tecnologia da Informação da MTS Allstream. Ele também é responsável pela definição e implementação de iniciativas de negócios transformacionais usando TI no setor de telecomunicações. Ele tem uma extensa e premiada experiência em transformação de negócios e muitos anos de experiência como CIO no varejo. Dessa forma, ele observou que as questões fundamentais entre CEOs e CIOs são as mesmas em todos os setores, embora “os pontos de pressão possam ser diferentes ”.

Quando ele se juntou ao MTS Allstream, há quatro anos, Gary assumiu uma organização de TI que tinha sete CIOs. Assim, seu primeiro trabalho foi transformar a TI antes que pudesse começar a agregar valor ao negócio. Ele, portanto, focou primeiro em reconstruir a organização de TI. Tudo, a fim de garantir que ela tivesse a estrutura certa e a equipe de liderança adequada. Em segundo lugar, ele lidou com  operações e serviços de TI, reduzindo os custos em 40%. Finalmente, ele reformou a estratégia e a governança de TI para garantir que todos na área soubessem para onde estavam indo, como chegariam lá e como administrar relacionamentos importantes com o negócio.

Guia completo para contratação de empresas de TI

Gary salientou que o relacionamento do CIO com todos os executivos de nível “C” é fundamental. Especialmente quando se espera fazer as coisas certas para a empresa e para agregar valor com a TI. “Você deve demonstrar que está fazendo um progresso significativo e mensurável”, explicou ele. “O relacionamento com meus colegas é fundamental para a minha eficácia e é preciso muito trabalho”. Ele também observou que ter um bom relacionamento com os colegas ajuda a construir credibilidade com o CEO. Afinal, a dinâmica de relacionamento CEO-CIO é governada por vários fatores. 

  • Foco e a confiança do CEO na TI; 
  • Estratégia de negócios e desempenho financeiro; 
  • Fatores organizacionais, como tamanho, estrutura, política e cultura;
  • Competência e credibilidade da TI.

Portanto, ele acredita que os CIOs precisam de seis “princípios básicos” de seus CEOs para terem sucesso:

1. Visão

O CEO deve articular sua visão e missão para a empresa de forma clara. É então o trabalho do CIO interpretar e implementar essa visão. Contudo, os CEOs também devem manter seus CIOs focados na estratégia e impedi-los de se afastar dos principais objetivos.

  1. Clareza e consistência estratégica

“Alguns investimentos em TI levam tempo para entregar todo o seu valor”, observou Gary. “Entretanto, a consistência da estratégia irá construir a sustentabilidade.” Embora isto nem sempre seja possível, a estratégia e como a empresa investe em TI pode tornar o trabalho do CIO extremamente difícil.

  1. Suporte financeiro

“A maioria das estratégias precisará de algum grande investimento do CEO. Afinal, há muitos conflitos nas demandas por recursos de TI ”, disse Gary. Nesta área, uma relação positiva de CIO-CFO pode ser muito importante também. Especialmente porque o relacionamento CEO-CFO é tão central. Em sua experiência, se o relacionamento do CIO com um CFO não for positivo é improvável que a relação CIO-CEO permaneça forte.

  1. Conexões internas e externas

Os CEOs podem melhorar o relacionamento de seu CIO com os principais fornecedores e parceiros externos. Basta que participem de reuniões importantes. Da mesma forma, eles podem fortalecer a credibilidade do CIO junto aos colegas através do seu suporte calculado.

  1. Posição no conselho administrativo

A TI precisa de “tempo de contato” com o conselho administrativo. Afinal, assim poderá tratar sobre a estratégia de TI, investimentos, progresso e oportunidades. Os CEOs podem ir e vir, portanto, a visibilidade no nível da diretoria é essencial para uma estratégia de TI consistente. CEOs são os gatekeepers para o Conselho. Ou seja, eles podem facilitar a participação do CIO ou inibi-la.

  1. Liberdade para agir

Um bom CEO demonstra sua confiança e respeito pelo CIO. Dessa forma, ele define a cultura e estrutura dentro da qual o CIO pode operar. 

Entretanto, Gary salientou que os CIOs normalmente precisam desempenhar diferentes funções dentro da organização. Tudo depende de onde a função de TI está quando começam, a situação financeira da empresa e as expectativas dos diferentes líderes da unidade de negócios.

Embora situações financeiras desafiadoras possam exigir que alguns CIOs trabalhem no “modo grinder”, a meta deve ser sempre conduzir a um papel mais estratégico. Como um parceiro de negócios confiável.

Gary enfatizou que os CIOs e os CEOs devem concordar com o papel que o CIO precisa desempenhar para realizar a estratégia de negócios. No entanto, ele alertou que, como os CEOs tendem a mudar com frequência, os CIOs devem estar cientes de sua aceitação na empresa e desenvolver relações mais amplas dentro da equipe executiva.

Um ambiente para o sucesso

Brian Gill é Diretor de Informações do Depositário Canadense de Valores Mobiliários. Ele é responsável pela tecnologia do CDS, estratégia, operações, aplicações e infraestrutura. Antes de ingressar na CDS, ele também atuou como CIO na Sun Life Financial. Ele observou que muitos CIOs não gastam tempo suficiente pensando no que os tornará e manterá bem sucedidos. Antes de abordar o que os CIOs precisam dos CEOs, ele primeiro examinou três características dos CIOs de sucesso:

Ebook Como Vender TI para Diretoria

  1. Qualidades pessoais

Os CIOs de sucesso são autênticos, confiáveis, confiantes e dedicados. Eles capacitam outros, constroem relacionamentos duradouros, reconhecem suas deficiências, tomam decisões e toleram a ambiguidade.

  1. Abordar prioridades

Os CIOs bem-sucedidos identificam e abordam as principais prioridades de TI. Brian forneceu uma lista “top 10” típica para um CIO, incluindo a capacitação de negócios, garantindo o alinhamento de negócios/TI, melhorando a agilidade e a velocidade para o mercado, reduzindo os custos de TI, inovando com TI e garantindo confiabilidade e eficiência de TI.

  1. Realização

Os CIOs bem-sucedidos supervisionam o crescimento de suas organizações através de uma hierarquia. Eles sabem que não podem se tornar shapers de negócios a menos que demonstrem capacidades para fornecer serviços e operações eficazes. Depois disso, eles também devem mostrar que podem ser bons parceiros e consultores confiáveis. Portanto, o CIO deve construir relacionamentos na organização e demonstrar continuamente seu valor.

Os CIOs trazem suas habilidades, compreensão e competências para lidar com cada um desses fatores e não precisam de seus CEOs nessas áreas. O que os CIOs precisam dos CEOs, no entanto, é um ambiente positivo onde possam se destacar e exercitar seus  talentos pessoais e profissionais.

Infográfico Modelos de Suporte Técnico Para Contratar

Um ambiente que permite que um CIO seja excelente inclui:

Senso de visão

Embora os CIOs não precisem receber instruções específicas ou uma receita para fazer seu trabalho, segundo Brian, eles precisam que seus CEOs criem consciência dos objetivos comuns da organização e quebrem barreiras para alcançá-los. Afinal, um bom CEO garante que todos entendam o “quadro geral”. E, ao fazer isso, cria-se uma organização onde pode haver forte alinhamento sinérgico entre negócios e TI.

Patrocínio

A confiança de um CEO em seu CIO precisa ser evidente e isso ajuda a construir a credibilidade do CIO na empresa. Ou seja, quando o patrocínio está ausente, isso pode minar seriamente a eficácia de um CIO.

Relevância

Brian concordou que um CIO precisa de um lugar na mesa com os fóruns de sessão de estratégia da empresa. Isso inclui o Conselho Administrativo, assim como todos os executivos seniores. Ele observou que participa de reuniões do Conselho, mesmo se a TI não estiver na agenda. Isso cria um senso de relevância e responsabilidade. Além de enfatizar seu papel na organização como parte de uma equipe.

Autonomia

Bons CEOs darão aos seus CIOs a liberdade de agir e esperar que eles exerçam influência. “Um CEO não pode ser também envolvido com TI ou diminuirá o sucesso do CIO ”, declarou Brian. 

Desafio

Os CIOs precisam ter a oportunidade de usar seus talentos nas coisas que importam. Portanto, é fundamental que os CEOs forneçam financiamento de risco para algumas novas oportunidades. Isso, além de apoiar as necessidades financeiras da TI como parte do alinhamento com a estratégia de negócios.

Apoio

Os CEOs devem apoiar seus CIOs quando as coisas não acontecem como planejado. Caso contrário, eles podem não se sentir capazes de buscar iniciativas de risco com alta recompensa. Portanto, idealmente, os CEOs ajudarão suas organizações a ver o fracasso ocasional como um “retrocesso” e garantir que seus CIOs não precisem temer por seus empregos.

No geral, Brian concluiu que um bom CEO cria um ambiente no qual muitas pessoas podem ter impacto e trabalhar juntas em sintonia com um senso coletivo do que precisa ser realizado.

Checklist Nível de Excelência em TI

Resumo

Os CIOs devem conhecer sua organização específica, sua indústria e negócios para ser eficaz. Além disso, eles também devem construir relacionamentos fortes com todas as áreas da organização. 

O relacionamento CIO-CEO deve ser baseado no respeito e honestidade. Contudo, isso não quer dizer que eles precisam concordar em tudo. Pelo contrário, sua relação deve consistir em uma dinâmica bidirecional. Em muitos casos, a diferença entre CEOs e CIOs é grande porque os CEOs não entendem o que os CIOs fazem. Portanto, é importante que os dois passem tempo juntos para que o CIO instrua o CEO.

Os CIOs precisam se reportar a todos na organização. Ou seja, independentemente de onde eles reportam formalmente, os CIOs devem trabalhar para estabelecer conexões fortes em outros lugares. Portanto, os CIOs devem escolher seus alvos na organização e agirem proativamente na construção de relacionamentos. 

Infelizmente, como membros da equipe executiva mudam, particularmente o CEO, os relacionamentos podem ser redefinidos. Ou seja, o CIO pode ser colocado em uma caixa. Portanto, é essencial que um CIO continuamente trabalhe para ser visto como capaz e merecedor de estar fora da caixa.

Os CIOs não devem se decepcionar, mas concentrar a atenção das pessoas em realizações positivas. Ou seja, no cumprimento dos níveis de serviço, nos principais projetos, no que está acontecendo e nas principais pessoas e estratégias. Dentro da equipe de gerenciamento sênior, a mensagem deve ser que o CIO faz parte do negócio.

Conclusão

O que os CIOs precisam dos CEOS é de um relacionamento forte e de apoio mútuo. Afinal, este cria o ambiente ideal no qual um CIO pode oferecer negócios de valor. É importante ainda que os CEOs tenham tempo para construir esse relacionamento e entender como e onde podem apoiar seus CIOs. Afinal, bons CEOs fornecem visão estratégica clara, autonomia e patrocínio para permitir que seus CIOs sejam eficazes. 

Eles também asseguram que as estruturas apropriadas de governança e recursos estejam em vigor e demonstram apoio aos outros. Tanto dentro da organização como externamente.

Fonte:

By Heather A. Smith James D. McKeen, CIO Brief