Blog Infonova

Informação para tomada de decisão

Resultado da pesquisa por: ""

Gestão operacional de TI (ITOM) nas empresas

Por Juliana Gaidargi em 18/07/2019 em Gestão de TI

A gestão operacional de TI (ITOM) é a área administrativa que envolve os componentes da infraestrutura de tecnologia. Tal como os requisitos de aplicativos individuais, serviços, armazenamento, rede e elementos de conectividade dentro de uma organização.

Gestão operacional de TI (ITOM)Contudo, antes de entrar nessa especificidade, é importante entender o que é a gestão operacional (OM).

O que é gestão operacional (OM)?

A gestão operacional (OM) é o processo que efetivamente planeja, organiza, coordena e controla os recursos produzidos para os produtos e serviços de uma empresa. Ou seja, ele permite gerenciar com eficácia vários atributos da operação, como pessoas, equipamentos, informações, tecnologia e outros. 

Ebook Melhores Práticas em Gestão de TI

Portanto, a gestão operacional é um componente vital na operação de uma organização. E é por isso que é tão importante assegurar que você tenha um forte processo de gestão operacional em sua empresa. Afinal, uma boa gestão operacional oferece uma perspectiva muito mais completa das principais áreas que podem ser melhoradas. 

Confira a seguir alguns dos principais benefícios e vantagens da gestão operacional

Principais benefícios da gestão operacional (OM)

  • Qualidade do produto: A gestão operacional garante o gerenciamento da qualidade. Isso, por sua vez, permite o aprimoramento da qualidade de produtos e serviços. Quando se leva em conta a qualidade do produto, há dois aspectos que realmente importam: confiabilidade e durabilidade. Portanto, aplicar um processo de gerenciamento de qualidade que possa distribuir produtos e serviços com eficiência pode garantir um produto durável em que os consumidores possam confiar;
  • Satisfação do cliente: A satisfação do cliente é fundamental nas vendas e na produção, devido à necessidade de repetir os negócios com o consumidor. Junto à gestão da qualidade do produto, a prática também irá garantir que as necessidades do cliente sejam atendidas. O sistema fornecerá uma metodologia a ser utilizada para criar um produto de consumo desejado;
  • Aumento de receita: Com o aumento da qualidade do produto e a satisfação do consumidor, a empresa pode conquistar uma reputação positiva dentro do setor. Essa reputação ajudará ainda mais a empresa. Afinal, irá atrair mais consumidores e expandir sua participação de mercado. Ou seja, isso levará a um aumento de receita e permitirá que a empresa continue a crescer;
  • Redução de resíduos: A redução de resíduos é um dos componentes mais importantes da gestão operacional. Isso inclui sistemas de manufatura enxuta para reduzir efetivamente o desperdício e o JIT (Just In Time) para gerenciar o custo do estoque. Ou seja, eliminar o desperdício em sua operação economizará dinheiro, diminuindo custos desnecessários e, em última análise, melhorando a produção geral dentro da operação.
O que é JIT?

Também conhecido como sistema Just In Time, trata-se de um método administrativo de produção que determina a aquisição, transporte ou produção de itens no momento em que se faz necessário. Seu objetivo, é portanto, reduzir estoques e custos relacionados ao armazenamento de ativos. O JIT pode ser implementado em qualquer organização. 

Por dentro da gestão operacional de TI (ITOM)

As operações de TI incluem todos os processos e serviços administrados pelo departamento de tecnologia da informação (TI) de uma organização. Como tal, as operações de TI incluem processos administrativos e suporte para hardware e software. Isso, tanto para clientes internos quanto externos. Portanto, a gestão operacional de TI (ITOM) garante a disponibilidade, eficiência e desempenho dos processos e serviços da organização.

A gestão operacional  de TI define ainda os métodos pelos quais a TI aborda serviços, implantação e suporte. Tudo para garantir consistência, confiabilidade e qualidade de serviço. Quase todas as empresas de TI têm departamentos de gerenciamento que definem políticas sobre como o suporte e o serviço são realizados e como os problemas são resolvidos como uma prática padrão. Contudo, os departamentos de operações de TI geralmente definem políticas e procedimentos com base em como a organização tende a sanar suas próprias necessidades.

Modelos de ITOM

Em uma pequena empresa, a gestão operacional de TI (ITOM) pode ser hands-on e fornecida internamente. No entanto, é provável que seja automatizado e, possivelmente, terceirizado. Afinal, o software de gestão operacional  de TI monitora e controla o modo como uma organização de TI gerencia software, serviço de hardware e outros serviços de suporte de TI, como contratação móvel e help desks de todos os tipos. As opções incluem serviços gerenciados, Software como Serviço (SaaS) e plataformas de software.

Dessa forma,  a gestão operacional de TI (ITOM) pode ser amplamente categorizado em toda a infraestrutura, tecnologia e serviços prestados pelo departamento de TI das empresas para garantir a disponibilidade, manutenção e implantação de serviços de TI. Estes incluem hardware, software, serviços e processos. Portanto, seu intuito é garantir que os negócios obtenham o máximo resultado de seus respectivos sistemas de TI.

Ebook Dicionário do Outsourcing de TI

Guia completo para contratação de empresas de TI

Ebook Dicionário de Redes e Servidores

O que a ITOM inclui?

A gestão operacional s de TI define a maneira como a área deve abordar serviços e suporte. Ou seja, seu principal objetivo é garantir a disponibilidade de serviços quando e onde forem necessários.

Por isso, vale ressaltar que o ITOM possui várias áreas que abrangem:

Por que a ITOM é crítica para as empresas?

A gestão operacional  de TI (ITOM) desempenha um papel crucial no sucesso da maioria das empresas. Especialmente devido a crescente necessidade de serviços de TI sob demanda, sistemas sempre disponíveis e mudanças nos requisitos de negócios. Na verdade, a ITOM se tornou parte do stack estratégico de tecnologia para empresas que dependem muito de TI.

Vejamos algumas das razões pelas quais a gestão operacional de TI (ITOM) é importante para o sucesso do negócio.

Plataforma única

A gestão operacional de TI (ITOM) fornece às equipes de TI uma única plataforma para atender a todos os serviços que ela oferece. Seja o gerenciamento de serviços, de rede ou de nuvem. As plataformas ITOM fornecem um conjunto de ferramentas integrado que pode ajudá-lo a gerenciar vários aspectos de sua prestação de serviços.

Velocidade e agilidade

Velocidade e agilidade são extremamente cruciais para o sucesso da TI. Portanto, as empresas exigirão a implantação de novos sistemas e aplicativos instantaneamente. Haverá também a necessidade de alterar rapidamente os sistemas existentes ou fornecer suporte sempre que houver uma avaria.

Contudo, todos esses casos exigem a necessidade de agir com rapidez. As plataformas ITOM fornecem a velocidade e a agilidade necessárias para gerenciar grandes infraestruturas que abrangem centenas de servidores e escritórios, milhares de componentes de rede e assim por diante.

Visibilidade

As plataformas ITOM também fornecem a visibilidade tão necessária para as equipes de TI. Afinal, como todos os componentes de TI estão interligados e dependem um do outro para fornecer o serviço desejado, é imperativo fornecer uma visão panorâmica de todos os sistemas e suas interdependências em tempo real.

Detecção de problemas

Em um mundo em que as infraestruturas estão sendo virtualizadas e movidas para dentro de um firewall, o serviço é o único denominador comum. Isso, além de ser a coisa mais importante a ser gerenciada.

O ITOM mapeia cada serviço para seu componente de infraestrutura subjacente. Portanto, pode mostrar a integridade de cada serviço em um painel intuitivo que fornece um mapa detalhado dos sistemas por trás de cada serviço. Esses mapas facilitam a identificação de cada componente rapidamente. Afinal, usam códigos de cores para mostrar a integridade de cada um. Dessa forma, quando um problema é detectado, as plataformas de ITOM podem recomendar as melhores opções viáveis ​​para resolver o problema em questão.

Mais uma vez, isso é um salva-vidas para as equipes de TI. Afinal, elas não têm tempo para identificar e criar soluções manualmente sempre que houver uma crise.

Por que adotar a ITOM?

Com a ITOM, o gerenciamento de componentes de infraestrutura e serviços se torna extremamente simples. Afinal, eles ajudam as empresas a reduzir o número de interrupções, fornecer resoluções mais rápidas e melhorar a experiência que o cliente tem com a marca.

Ebook Como Vender TI para Diretoria

Isso é extremamente importante para empresas que têm alta dependência de TI. Inclusive, existem incontáveis ​​casos em que a quebra de TI resultou no comprometimento de uma marca de forma irreparável.

Portanto, vale atentar para essa necessidade, tanto em empresas de grande ou pequeno porte. Para facilitar ainda mai, talvez seja interessante contatar uma empresa especializada em TI para obter mais informações. Entre em contato com a Infonova e garanta a melhor  a gestão operacional de TI para o seu negócio.

Fontes:

Planet Together

Infográfico Modelos de Suporte Técnico Para Contratar

Tech Target Network