Por Juliana Gaidargi em 27/09/2018 em Artigo

Existem no Brasil inúmeros planos de internet banda larga oferecidos por diversas provedoras. No entanto, infelizmente, é comum que o usuário acabe recebendo menos banda do que o previamente contratado. Por conta disso, várias pessoas se preocupam com a velocidade da internet, especialmente no ambiente corporativo. Isso porque a banda contratada geralmente é o estritamente necessário para comportar as necessidades diárias do negócio e dos usuários.

Para auxiliar esses indivíduos, existem alguns aplicativos e sites que servem para monitorar a velocidade da rede. Essas ferramentas visam mostrar a quantos megabits por segundo andam os downloads e uploads realizados.

Segundo dados do relatório da Akamai, no Brasil a velocidade média da internet banda larga é de 4,1 Mbps. Esse número deixa o país no 88º lugar e abaixo da média global, que é de 5,6 Mbps. O levantamento realizado pela empresa americana chama-se State of the Internet e analisou o uso de redes por internautas brasileiros durante o último trimestre de 2015.

Já em relação às redes móveis, a OpenSignal mostrou um resultado diferente. No final de 2015, a velocidade média do 4G era de 12 Mbps. Por isso é importante conhecer ferramentas adequadas para a medição da velocidade da internet. Estas, por sua vez, podem ajudar usuários a identificarem e solucionarem eventuais problemas.

 

Testando sua velocidade da internet

Hoje em dia, sempre que um usuário encontra um problema relacionado à informática, é comum que ele simplesmente efetue uma busca pela solução no Google. Em relação aos testes de velocidade de rede, isso não é diferente.

Inclusive, é possível executar testes diretamente a partir dos resultados da pesquisa. Alguns exemplos de testes encontrados dessa forma são o  Speedtest e o Brasil Banda Larga.

 

Speedtest e Brasil Banda Larga

 

Speedtest
Brasil Banda Larga

 

Ambos funcionam de forma similar, identificando a localização do usuário e selecionando um servidor de teste de velocidade local. Todo o teste é automático e só demora alguns segundos. Depois de concluído, é possível visualizar os resultados de Ping, velocidade de download e velocidade de upload da rede.

 


Chrome

 

O navegador Google Chrome conta com uma extensão gratuita que visa facilitar a vida de usuários preocupados com a velocidade de sua rede, doméstica ou corporativa. Essa extensão foi desenvolvida pela Ookla, ou seja, a  mesma empresa responsável pelo Speedtest.

Para usufruir da ferramenta, basta clicar no ícone da extensão que fica ao lado da barra de endereços do navegador. Dessa forma, não é necessário entrar em nenhum site para verificar a velocidade de download e upload da rede.

 

Netflix

 

A Netflix tem um site que possibilita aos usuários verificarem de forma rápida e prática a velocidade de suas respectivas redes. Ao acessar o fast.com a medição é realizada instantaneamente sem a necessidade de clicar em nada. Com uma interface clean, basta ao usuário conferir o resultado.

 

Apps

 

Alguns aplicativos para smartphones podem ajudar a medir a velocidade de redes móveis. Duas das opções mais utilizadas são o OpenSignal e o Brasil Banda Larga (Android e iOS).

O OpenSignal pertence a uma instituição internacional que usa os dados dos testes para criar relatórios analíticos das redes móveis. Entretanto, o Brasil Banda Larga é a forma como a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) recomenda que os consumidores verifiquem a velocidade de suas redes móveis. Ambos os aplicativos têm uma usabilidade bastante intuitiva. Com isso, o usuário só precisa instalá-los e clicar no botão que dá início ao teste.

 

Como obter resultados mais precisos?

Embora esses testes possam conferir ao usuário uma idéia bastante precisa da velocidade de download e upload de sua rede, eles não apresentam resultados tão precisos em conexões via WiFi. Com isso, para obter melhores resultados em computadores ou laptops, é interessante ligá-los a um cabo Ethernet conectado diretamente ao modem ou roteador.

Vale lembrar que, antes de iniciar o teste, é recomendado que o usuário feche todos os programas e interrompa serviços que utilizem a internet, como atualizações, por exemplo.