Blog Infonova

Informação para tomada de decisão

Resultado da pesquisa por: ""

Por que aprender a programação Python?

Por Juliana Gaidargi em 16/10/2019 em Tutoriais

Não é segredo que muitos empregos serão eliminados nos próximos anos. Embora essa realidade seja difícil de digerir, também acredita-se que a parte mais responsável – a automação – inaugure uma era de ouro da oportunidade. Isso ocorre porque haverá uma enorme necessidade de pessoas que possam programar com capacidade todos esses novos sistemas. E a linguagem de escolha para o software de aprendizado de máquina é a programação Python. Felizmente, essa é a primeira linguagem perfeita para se aprender.

aprender programação pythonO que é programação Python?

Python, para os não iniciados, é uma linguagem de programação de uso geral. Foi desenvolvida em 1991 e girava em torno da noção de que o código deveria ser o mais legível possível. Afinal, dessa forma seria facilmente compreendido. Justamente esse ideal impulsionou a longevidade da linguagem. 

Contudo, a programação Python ganhou ainda mais notoriedade e importância nos aplicativos de aprendizado de máquina atuais. Além disso, sua simplicidade é o que permite a praticamente qualquer um aprender a programação Python.

Sua sintaxe altamente legível tem um significado interessante: você não precisa ser um especialista em computadores ou possuir conhecimentos técnicos anteriores para se aprofundar e ter sucesso. De fato, muitos programadores iniciantes aprendem Python antes de migrar para outras linguagens mais avançadas. Portanto, se você deseja iniciar o caminho para se tornar um codificador profissional, não há realmente nenhuma maneira melhor de começar.

Para que é usada?

O Python, como mencionado anteriormente, desempenha um papel significativo no desenvolvimento de aplicativos de aprendizado de máquina. Mas você também pode usá-lo para:

Simplificando, a programação Python é a linguagem de codificação que permite realizar quase tudo. Ou seja, é um excelente ponto de partida para aqueles que desejam treinar para uma carreira técnica. 

Contudo, isso nos leva de volta ao nosso ponto original. Se sua situação atual de emprego corre o risco de se tornar redundante, então aprender uma nova habilidade – neste caso, a programação Python – é o empreendimento mais interessante para você. Afinal, é amigável para o futuro, há muitas oportunidades e os empregos na indústria de codificação geralmente pagam muito bem.

11 dicas para aprender programação Python

O primeiro passo para aprender qualquer linguagem de programação é garantir que você aprenda como aprender. Afinal, aprender a aprender é sem dúvida a habilidade mais crítica envolvida na programação de computadores.

Por que saber como aprender é tão importante? A resposta é simples: conforme os idiomas evoluem, as bibliotecas são criadas e as ferramentas são atualizadas. Portanto, saber aprender será essencial para acompanhar essas mudanças e se tornar um programador de sucesso.

Neste artigo, ofereceremos várias estratégias de aprendizado que ajudarão a iniciar sua jornada para se tornar um programador Python.

Memorize

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a manter os novos conceitos que você está aprendendo como programador iniciante:

Dica 1: Codifique diariamente

A consistência é muito importante quando você está aprendendo um novo idioma. Portanto, recomenda-se assumir o compromisso de codificar todos os dias. Pode ser difícil de acreditar, mas a memória muscular desempenha um papel importante na programação. Dessa forma, o compromisso de codificar todos os dias realmente ajudará a desenvolver essa memória muscular. Embora possa parecer assustador no começo, considere começar pequeno com 25 minutos todos os dias e seguir a partir daí.

Dica 2: Escreva

À medida que avança em sua jornada como novo programador, você pode se perguntar se deveria fazer anotações. Sim você deveria! De fato, a pesquisa sugere que tomar notas manualmente é mais benéfico para a retenção a longo prazo. Isso será especialmente benéfico para quem trabalha com o objetivo de se tornar um desenvolvedor em tempo integral. Afinal, muitas entrevistas envolvem a escrita de código em um quadro branco.

Depois que você começa a trabalhar em pequenos projetos e programas, escrever manualmente também pode ajudá-lo a planejar seu código antes de ir para o computador. Você pode economizar muito tempo se escrever quais funções e classes serão necessárias, bem como como elas irão interagir.

Dica 3: Seja interativo

Esteja você aprendendo sobre estruturas básicas de dados Python (strings, listas, dicionários etc.) pela primeira vez ou depurando um aplicativo, o shell interativo do Python será uma das melhores ferramentas de aprendizado. 

Para usar o shell interativo do Python (também chamado de “Python REPL”), primeiro verifique se o Python está instalado no seu computador. Para ativar o shell interativo do Python, basta abrir seu terminal e executar python ou python3, dependendo da sua instalação. 

Agora que você sabe como iniciar o shell, aqui estão alguns exemplos de como você pode usá-lo quando estiver aprendendo:

Aprenda quais operações podem ser executadas em um elemento usando dir ():

>>> my_string = ‘I am a string’

>>> dir(my_string)

[‘__add__’, …, ‘upper’, ‘zfill’]  # Truncated for readability

Os elementos retornados de dir () são todos os métodos (ou seja, ações) que você pode aplicar ao elemento. Por exemplo:

>>> my_string.upper()

>>> ‘I AM A STRING’

Observe que chamamos o método upper (). Você pode ver o que faz? Torna todas as letras da string maiúsculas.
Aprenda o tipo de um elemento:

>>>

>>> type(my_string)

>>> str

Use o sistema de ajuda interno para obter a documentação completa:

>>>

>>> help(str)

Importe bibliotecas e brinque com elas:

>>>

>>> from datetime import datetime

>>> dir(datetime)

[‘__add__’, …, ‘weekday’, ‘year’]  # Truncated for readability

>>> datetime.now()

datetime.datetime(2018, 3, 14, 23, 44, 50, 851904)

Execute comandos do shell:

>>>

>>> import os

>>> os.system(‘ls’)

python_hw1.py python_hw2.py README.txt

Dica 4: Faça pausas

Quando você está aprendendo, é importante se afastar e absorver os conceitos. A técnica Pomodoro é amplamente usada e pode ajudar: você trabalha por 25 minutos, faz uma pequena pausa e repete o processo. Fazer pausas é essencial para ter uma sessão de estudo eficaz. Principalmente quando você está recebendo muitas informações novas.

As quebras são especialmente importantes quando você está depurando. Ou seja, se você se deparar com um bug e não conseguir entender o que está errado, faça uma pausa. Afaste-se do computador, faça uma caminhada ou converse com um amigo.

Na programação, seu código deve seguir exatamente as regras de uma linguagem e lógica, de modo que até a falta de aspas quebrará tudo. Olhos frescos fazem uma grande diferença.

Dica  5: Torne-se um caçador de recompensas de bugs

Falando em se deparar com um bug, é inevitável que, quando você começar a escrever programas complexos, irá encontrar erros no código. Isso acontece com todos, portanto, não deixe que erros o frustrem. Ao invés disso, abrace esses momentos com orgulho e pense em si mesmo como um caçador de recompensas de bugs.

Ao depurar, é importante ter uma abordagem metodológica para ajudá-lo a descobrir onde as coisas estão se deteriorando. Portanto, examinar seu código na ordem em que é executado e garantir que cada parte funcione é uma ótima maneira de fazer isso.

Depois de ter uma idéia de onde as coisas podem estar se deteriorando, insira a seguinte linha de código no seu script import pdb; pdb.set_trace () e execute-o. Este é o depurador Python e o colocará no modo interativo. O depurador também pode ser executado na linha de comando com python -m pdb <my_file.py>.

Seja colaborativo

Quando tudo começar, acelere seu aprendizado por meio da colaboração. Aqui estão algumas estratégias para ajudá-lo a tirar o máximo proveito do trabalho com outras pessoas.

Dica 6: Cerque-se de outras pessoas que estão aprendendo

Embora a codificação possa parecer uma atividade solitária, ela realmente funciona melhor quando você trabalha em conjunto. É extremamente importante quando você está aprendendo  programação Python que você se envolve com outras pessoas que também estejam aprendendo. Afinal, isso lhe permitirá compartilhar as dicas e truques que aprendeu ao longo do caminho.

Não se preocupe se você não conhece ninguém. Existem muitas maneiras de conhecer outras pessoas apaixonadas por aprender Python! Encontre eventos locais ou Meetups ou junte-se ao PythonistaCafe, uma comunidade de aprendizado ponto a ponto para entusiastas do Python.

Dica 7: Ensine

Dizem que a melhor maneira de aprender algo é ensinando. Isso é verdade quando você está aprendendo programação Python. Existem várias maneiras de fazer isso: lousa com outros amantes de Python, escrevendo posts explicando conceitos recém-aprendidos, gravando vídeos nos quais você explica algo que aprendeu ou simplesmente conversando no computador. Cada uma dessas estratégias solidificará sua compreensão e exporá quaisquer lacunas na sua compreensão.

Dica 8: Programe em pares

A programação em pares é uma técnica que envolve dois desenvolvedores que trabalham em uma estação de trabalho para concluir uma tarefa. Os dois desenvolvedores alternam entre ser o “driver” e o “navegador”. O “driver” grava o código enquanto o “navegador” ajuda a orientar a resolução de problemas e revisa o código conforme ele é escrito. Mude frequentemente para obter o benefício de ambos os lados.

A programação em pares tem muitos benefícios: permite não apenas que alguém revise seu código, mas também veja como outra pessoa pode estar pensando em um problema. Ser exposto a várias idéias e maneiras de pensar o ajudará na resolução de problemas quando você voltar a codificar por conta própria.

Dica 9: Faça perguntas “GOOD” 

As pessoas sempre dizem que não existe uma pergunta ruim. Contudo, quando se trata de programação, é possível fazer uma pergunta ruim. Quando você está pedindo ajuda a alguém que tem pouco ou nenhum contexto sobre o problema que está tentando resolver, é melhor fazer perguntas GOOD, seguindo este acrônimo:

G: Give context

Conte o que você está tentando fazer, descrevendo claramente o problema.

O: Outline things

Descreva as coisas que você já tentou para corrigir o problema.

O: Offer your best guess 

Ofereça seu melhor palpite sobre qual pode ser o problema. Isso ajuda a pessoa que está ajudando você a não apenas saber o que está pensando.

D: Demo what is happening

Demonstre o que está acontecendo. Inclua o código, uma mensagem de erro de rastreamento e uma explicação das etapas executadas que resultaram no erro. Dessa forma, a pessoa que está ajudando não precisará tentar recriar o problema.

Essas perguntas podem economizar muito tempo. Portanto, ignorar qualquer uma dessas etapas pode resultar em conversas repetitivas que podem causar conflitos. Como iniciante, você deve fazer boas perguntas para praticar a comunicação do seu processo de pensamento e para que as pessoas que o ajudam tenham prazer nisso.

Faça algo

A maioria, senão todos os desenvolvedores Python,  dizem que, para aprender programação Python, você deve programar na prática. Ou seja, você aprende mais construindo algo.

Dica 10: Crie algo, qualquer coisa

Para iniciantes, existem muitos pequenos exercícios que realmente ajudarão você a se tornar mais confiante com a programação Python. Além disso, podem desenvolver a memória muscular de que falamos acima. Contudo, depois de ter uma sólida compreensão de estruturas básicas de dados (strings, listas, dicionários, conjuntos), programação orientada a objetos e aulas de redação, é hora de começar a construir!

Entretanto, o que você constrói não é tão importante quanto como você o constrói. Afinal, a jornada de construção é realmente o que mais lhe ensinará. Portanto, a maior parte do seu aprendizado virá do uso do Python para criar algo. Os problemas que você resolverá o ensinarão muito.

Existem muitas listas por aí com idéias para projetos iniciantes em Python.

Aqui estão algumas idéias para você começar:
  • Jogo de adivinhação de números;
  • Aplicativo de calculadora simples;
  • Simulador de rolagem de dados;
  • Serviço de Notificação de preço de Bitcoin, e mais.
Dica 11: Contribua para o código aberto

No modelo de código aberto, o código fonte do software está disponível publicamente e qualquer pessoa pode colaborar. Existem muitas bibliotecas Python que são projetos de código aberto e recebem contribuições. Além disso, muitas empresas publicam projetos de código aberto. Ou seja, você pode trabalhar com o código escrito e produzido pelos engenheiros que trabalham nessas empresas.

Portanto, contribuir para um projeto Python de código aberto é uma ótima maneira de criar experiências de aprendizado extremamente valiosas. Digamos que você decida enviar uma solicitação de correção de bug: você envia uma “solicitação pull” para que sua correção seja corrigida no código. Em seguida, os gerentes de projeto revisarão seu trabalho, fornecendo comentários e sugestões. Isso permitirá que você aprenda as práticas recomendadas para a programação Python, além de praticar a comunicação com outros desenvolvedores.

Fontes:

IT News