Por Juliana Gaidargi em 16/04/2019 em Gestão de TI, Negócios

Antes de entender o papel do Chief Information Officer (CIO) nela, é necessário compreender o que é a transformação digital. Simplificando, a transformação digital refere-se à forma como uma organização responde a mudanças em seu ambiente. Afinal, as expectativas do consumidor mudaram, tal como a concorrência. Startups com novos modelos de negócios estão desafiando empresas já estabelecidas de maneiras significativas. Portanto, a transformação digital nada mais é que a resposta de uma organização ao que está acontecendo dentro e ao redor de seu ambiente. Isso inclui as mudanças internas que a empresa deve fazer.

Para organizações já estabelecidas, essas mudanças podem significar muitas coisas. Entre elas, o desmantelamento de silos departamentais e transformar a forma como a equipe se comunica e compartilha informações. Ou seja, seu objetivo passa a ser o desenvolvimento de um novo relacionamento com os clientes. Contudo, isso deve ser realizado de forma que a organização fale com eles sob uma única voz. Por isso, é possível perceber vários graus de transformação digital por setor e porte da empresa.

Em alguns setores, como o varejo, as circunstâncias externas os forçaram a fazer mudanças drásticas. Vários varejistas fizeram isso com sucesso. Entretanto, outros demoraram a responder. Estes últimos, portanto, estão realmente sofrendo.  

Ebook Melhores Práticas em Gestão de TI

Embora o conceito de transformação digital não seja novo, muitas organizações de TI ainda lutam contra o impacto que essas mudanças terão sobre elas.

Transformação digital é um termo amplo que abrange todos esses turnos. Portanto, vale a pena se aprofundar nele. Confira a seguir as respostas editadas da entrevista que a Oracle realizou com Michael Krigsman, fundador da CXOTalk:

Como a transformação digital afeta a infraestrutura de TI?

A resposta óbvia é que há um conjunto de tecnologias de ativação. Contudo, a verdadeira questão é: essa tecnologia vive no local ou na nuvem? Ou seja, dependendo de onde esses dados residem, são necessários conjuntos de habilidades diferentes. Por exemplo, ao construir esses recursos internamente, precisará de pessoal de infraestrutura para gerenciá-lo, gerenciá-lo e executá-lo.

No entanto, sabemos que a tendência mais ampla é que as empresas terceirizem partes significativas de sua computação para a nuvem. Portanto, menos administradores de banco de dados serão necessários internamente. Contudo, este desenvolvimento leva a uma questão importante para alguém que trabalha na área de TI: “O que devo fazer?”.

Para responder a essa pergunta, é preciso recordar que a transformação digital é impulsionada por um foco implacável no cliente. Portanto, esse é um ótimo lugar para começar. Dessa forma, para se alinhar aos clientes internos e externos, a TI deve se tornar mais ágil e adaptável do que nunca. Porém, o pessoal de TI precisa desenvolver uma mentalidade inteiramente nova, e isso é difícil para muitas pessoas.

Como as pessoas de TI podem fazer a transição para o mundo digital?

Não há solução mágica. Haverá pessoas que não podem fazer isso por simplesmente não disporem da flexibilidade emocional necessária. Afinal, a mudança é uma resposta emocional e psicológica ao mundo. No entanto, as melhores empresas ajudarão a orientar e fornecer treinamento ao seu pessoal.

Tome o “desenvolvimento do cidadão” como exemplo.Isto é um conjunto de ferramentas de desenvolvimento que os usuários finais experientes podem usar para fazer automação básica. Isso é ótimo, pois empurra a carga de trabalho das funções básicas do aplicativo para os usuários. Consequentemente, isso libera o tempo da TI enquanto os usuários obtêm exatamente o que desejam.

É possível usar pessoas que já tenham experiência em tecnologia para dar suporte aos projetos de desenvolvimento de cidadãos dos usuários. Esse é apenas um exemplo de redirecionamento de habilidades para uma função de maior valor. Ou seja, ao invés de administrar o sistema ou o banco de dados, o profissional dará suporte às pessoas. Sempre que houver alguém ajudando os usuários corporativos a atingir suas metas mais diretamente, essa será uma atividade de maior valor agregado.

Quais são os riscos da transformação digital para a TI?

A relevância é o risco real para a TI. Afinal, se os usuários estão lidando com TI e comprando todos os tipos de soluções, o que isso diz sobre a TI? Há uma grande mensagem de que a TI não está oferecendo aos usuários o que eles precisam. O risco é que, se a TI não for suficientemente ágil ou não envolver os usuários no processo de tomada de decisão, eles podem não conseguir o que desejam. É assim que a TI se torna marginalizada.

Então, como o papel da TI está evoluindo? Quando os usuários finais compram e usam suas próprias ferramentas e sistemas, coisas como integração de dados e segurança permanecem como a província final da TI. Afinal, um usuário departamental que está comprando uma ferramenta SaaS provavelmente não terá as habilidades ou permissões para integrar dados corporativos à plataforma com êxito. Portanto, a integração de dados é certamente uma das principais funções que a TI precisa manter.

A TI está sob pressão porque precisa inovar simultaneamente, sustentar a excelência operacional e economizar dinheiro.

“Precisamos que você mantenha as luzes acesas, mantenha os sistemas funcionando. Queremos que você inove e, ao mesmo tempo, reduza seu orçamento. E faça toda essa mágica com menos dinheiro do que antes.”

Esses objetivos estão em conflito e são quase mutuamente exclusivos. Entretanto, o mandato moderno do CIO envolve todos eles.

As empresas precisam de ajuda externa com transformação digital?

Para começar, os projetos de transformação digital são, na verdade, projetos de transformação de negócios. Portanto é fundamental pensar neles dessa forma. Afinal, esses projetos estão relacionados a modelos de negócios e experiência do cliente.

Ou seja, ter a infraestrutura certa para suportar essas iniciativas de nuvem, dispositivos móveis, inteligência artificial e dados pode ajudar a oferecer um serviço mais personalizado e uma melhor experiência de qualidade para os clientes.

Às vezes, as empresas contratam diretores-executivos digitais para assumir responsabilidades. Porém, é importante estar ciente de que o objetivo do diretor digital (CDO) deve ser o de eventualmente tornar seu papel obsoleto. Afinal, não existem empresas nascidas na nuvem com CDOs porque elas já são digitais desde o início. Ou seja, uma vez que a empresa esteja suficientemente no caminho digital, ela não precisará mais de um CDO.

A medida que os mercados e os consumidores continuam a mudar, as empresas podem chegar a um ponto de conflito entre os processos operacionais estabelecidos e os novos modelos de negócios necessários para satisfazer as expectativas crescentes dos consumidores. Portanto, estar comprometido com a transformação digital significa fazer investimentos que podem ter um ROI baixo no curto prazo. Porém, que compensarão bastante no futuro. Por conta disso, muitas empresas acham que a forma de inovação é difícil, embora esses investimentos sejam essenciais.

Transformação digital e o papel de um Chief Information Officer (CIO)

Tecnologias inovadoras estão decidindo o presente e futuro das empresas há, pelo menos, duas décadas. Portanto, cada indústria está evoluindo em torno das mais recentes tecnologias para subir ao topo da escada. Mas a transformação digital não é apenas uma tecnologia ou uma tendência. Ou seja, não é qualquer um que pode aprender e implementá-la rapidamente. Ela requer liderança, estratégia adequada e implementação clara.

Empresas em todo o mundo estão testemunhando a transformação digital hoje. Contudo, poucas são as que dominam a habilidade de obter real vantagem competitiva. Portanto, a transformação digital tem sido a principal fonte para implementar, controlar e gerenciar todas as inovações tecnológicas no processo de negócios. Até agora, as tecnologias em constante mudança e a base de usuários com mais conhecimento em tecnologia são o maior desafio para muitas empresas.

De acordo com um relatório da Gartner, 125.000 organizações de grande porte estão lançando iniciativas digitais. Portanto, a transformação digital deverá dobrar de 22% para 46% até 2020.

Dessa forma, muitas empresas não estão conseguindo competir com a concorrência porque não são transformadas digitalmente. Afinal, transformação digital requer liderança e direção. E os CIOs são responsáveis ​​por cerca de 40% da transformação digital no mundo corporativo.

É o CIO quem é responsável pela direção de qualquer organização em relação à transformação digital. Pesquisas mostram que 40% dos CIOs são responsáveis ​​pela transformação digital, enquanto apenas 27% dos CEOs estão na lista. Além disso, com a inovação das tecnologias digitais, muitos líderes empresariais estão conseguindo coisas sob demanda.

Vejamos algumas estatísticas chocantes sobre a transformação digital global:

Acima constam estatísticas de várias fontes online. Embora muitas dessas estatísticas sejam surpreendentes, elas não são inesperadas. Afinal, como a transformação digital está ganhando força e as iniciativas claras tomadas pelas corporações são visíveis, o papel de um CIO em tomar decisões corretas, bem como em implementá-las e controlá-las, torna-se ainda mais importante.

Quem é o CIO?

Um CIO é a pessoa de qualquer organização por trás das iniciativas atuais de transformação digital. Portanto, sua abordagem decidirá as futuras inovações da empresa. Mas CIOs enfrentam um desafio contínuo para usar as tecnologias mais recentes e continuar criando inovações de TI para tornar todo o processo de negócios mais ágil. Afinal, eles carregam a grande responsabilidade de impulsionar a mudança tecnológica. Além disso, aqueles que não estão dispostos a aceitar o desafio de transformar seus processos de negócios, sempre correm o risco de se tornar um participante comum em sua indústria.

Portanto, analisando a rapidez com que o comportamento do consumidor está mudando e como as expectativas do cliente estão subindo, as organizações precisam se perguntar quanto tempo podem se sustentar no mercado com a impressão de alguém que está dando apenas “boas” experiências ao cliente.

Ebook Como Vender TI para Diretoria

É aqui que todos os olhos se voltam para o CIO. Seu papel é, portanto, vital. Afinal, as empresas estão se concentrando mais em usar os esforços do canal digital para tornar a interação com o cliente mais inteligente, envolvente e transparente. Em suma, os CIOs estão executando o show digital global. Especialmente agora que a experiência do cliente está claramente no centro da transformação digital, e o digital está no centro dessa experiência do cliente.

Portanto, a única opção para um CIO é aceitar o desafio de desenvolver uma estratégia holística de transformação digital que possa ajudar a organização a passar de apenas um provedor de serviços “bom” a um provedor de serviços “excelente”.

Entendendo o papel do CIO na transformação digital

Os CIOs geralmente lideram ou participam do exercício de transformação digital em qualquer organização. Afinal, seu objetivo é consultar, orientar e trabalhar com o CEO sobre quando e como alavancar o ciclo de vida da transformação. No entanto, a transformação implica que os negócios e o modelo operacional serão alterados para se alinharem a uma estratégia de negócios digital redefinida. Embora a transformação digital como um conceito não seja nova, ainda assim muitas organizações de TI continuam lutando com o impacto gerado por essas mudanças.

Portanto, se você é um CIO que entende a importância da transformação digital e deseja aprender como conduzir e gerenciar essa iniciativa, este artigo será uma leitura proveitosa.

Cada empresa, grande ou pequena, deve perceber o papel da TI na transformação digital. Afinal, ela ajuda a alcançar o sucesso não apenas no presente, mas também no futuro. Ela pode ser direcionada a novos mercados para atender às crescentes necessidades dos clientes e alavancar a tecnologia para automatizar suas operações. Além disso, incluirá exercícios de gerenciamento de mudanças que afetarão os departamentos e as equipes de maneiras diferentes.

Tudo dependerá se eles acreditam na missão ou se concentram em benefícios pessoais. Então é aí que o papel do CIO na transformação digital se torna crítico. Abaixo estão listadas algumas recomendações para os CIOs em sua jornada de transformação.

Algumas recomendações para os CIOs

Comece no nível executivo

A transformação digital não deve ser limitada a nenhum departamento específico ou a nenhum funcionário específico do grupo. Deve ser uma estratégia, que abrange todos e cada um dentro da organização. O foco em todos os funcionários enquanto lidera a mudança é fundamental. Mas isso é especialmente verdade em relação aos funcionários de nível executivo. Portanto, os CIOs devem estar cientes dos fundamentos do negócio. Ou seja, como e por que os clientes compram seus produtos e serviços, juntamente com alternativas competitivas no mercado.

Eles devem estar bem familiarizados com as tecnologias de tendências que ajudam a aumentar a automação e que impulsiona a excelência na experiência do cliente. Além disso, devem ter meios para fornecer dados, análises competitivas e explorar parcerias que promovam melhorias.

Contudo, se seus funcionários não estão mentalmente prontos ou tecnologicamente treinados o suficiente para aceitar transformações tecnológicas, será difícil para eles implementarem suas estratégias. Você precisa, então, fazer uma mudança cultural para ter sucesso em suas iniciativas digitais.

Portanto, em nível organizacional, o CIO deve ser capaz de compartilhar conhecimento e fazer perguntas. Pode ser em torno do impacto dos concorrentes diretos, aproveitando as novas tecnologias, os imperativos de oferecer uma capacidade única aos clientes, armar a organização de vendas com dados competitivos em tempo real e muito mais.

Inspire

Os CIOs devem ser muito ativos na identificação de desafios organizacionais e na análise de suas soluções. Ou seja, devem estar no banco do motorista e liderar a implementação de idéias. Portanto, CIOs devem inspirar outros funcionários a aderirem à missão de motivar outros funcionários a adotá-la e criar uma cultura digital interna.

Dessa forma, a transformação do CIO deve assumir a posição de liderança ao impulsionar a mudança organizacional. Afinal, a adoção da transformação digital pelo pessoal de liderança, ajuda na aceitação da evolução pela maioria dos funcionários. Isso ajuda, ainda, a motivar colegas de todos os níveis, especialmente funcionários de nível C. Como parte disso, seu trabalho é identificar os líderes com um papel explícito no programa de transformação digital. Para isso, é indicado o desenvolvimento de um programa de comunicação e marketing focado para manter os funcionários informados sobre os sucessos, desafios e como as equipes poderiam se envolver.

Assuma riscos

Nos negócios, é preciso aprender a correr riscos. Quando se trata de transformação digital, então, é uma necessidade. Dessa forma, assumir riscos também é essencial quando se considera o papel do CIO na transformação digital.

Portanto, o CIO deve sempre ficar de olho nas transformações digitais em curso e aprender como implementá-las em sua empresa. Vale lembrar que empresas avançadas digitalmente não exigem a aprovação da alta gerência para todas as alterações. Ou seja, o CIO deve ficar de olho nas iniciativas digitais e garantir que os projetos não dependam da aprovação da alta administração. Ou seja, ao surgir uma nova tecnologia capaz de impulsionar seus planos digitais, o CIO deve implementá-la rapidamente. Além disso, a base do sucesso da adoção de tecnologias novas e emergentes deve ser focada em efeitos com pouca ou nenhuma evidência do passado.

Invista no desenvolvimento dos profissionais de TI

Construir futuros líderes é a coisa mais importante dentro de uma organização. Ou seja, o CIO deve inspirar todo profissional de tecnologia dentro da empresa. Além disso, é sua responsabilidade identificar os talentos certos do grupo de funcionários e prepará-los para liderar a organização no futuro. É importante ressaltar que o treinamento contínuo e a motivação são essenciais nisso. Para isso, o CIO deve calcular a lacuna de talentos na organização e fazer estratégias para cumpri-los.

Afinal, investir em pessoas que amam a tecnologia e não hesitam em experimentar a inovação também é essencial para a transformação digital. Além disso, vale treinar essas pessoas para que ajudem outros funcionários a adotar a transformação sem problemas.

Considere a visão da empresa

Como funcionário de nível C, é trabalho de um CIO manter a visão organizacional em mente e criar um processo para atingi-la. Ou seja, é preciso ter certeza de que a empresa está indo na mesma direção que a TI. Isso, além de precisar se comunicar se alguma reforma digital acontecer dentro da organização. Para acelerar a transformação digital e manter conectados a organização, seus funcionários, parceiros e também todos os seus clientes, o CIO deve seguir um conjunto básico padronizado de tecnologia que pode evoluir em torno dos negócios.

Então, se a organização está investindo tempo, dinheiro e energia em uma mudança positiva, o papel do CIO na transformação digital permite uma associação eficaz com a empresa. Portanto, seja um parceiro ou um cliente, eles compreendem os benefícios e o impacto salientes do exercício de transformação na organização como um todo.

Invista na infraestrutura

Todas as transformações digitais dependem muito de suas capacidades de infraestrutura. Portanto, o CIO deve garantir que a organização continue fazendo o desenvolvimento da infraestrutura de TI, de modo que isso não seja um obstáculo em qualquer iniciação. Ou seja, a infraestrutura de TI deve ser flexível, ágil e econômica.

Afinal, em última análise, ela decidirá a prosperidade da implementação da transformação digital em toda a organização e seus resultados.

Colabore para crescer

Nem sempre é possível desenvolver tudo internamente. No caso de requisitos digitais, em especial, é preciso contar com especialistas. Portanto, os CIOs devem sempre ficar de olho nos parceiros certos com quem possam colaborar e fazer estratégias futuras. Inclusive, muitos CIOs acreditam que é sempre mais seguro e econômico contratar especialistas externos do que desenvolvê-los internamente. Afinal, dessa forma, eles podem entender a visão da empresa em um sentido prático, além de terem a experiência específica para trabalhar nela.

Infográfico Modelos de Suporte Técnico Para Contratar

O que fazer?

A transformação digital exige um compromisso de longo prazo, que também apresenta vários desafios complexos para os CIOs e suas diretorias em qualquer empresa. Afinal, o   uso da tecnologia pode melhorar radicalmente o desempenho dos negócios. Os avanços digitais, como soluções de mobilidade, análise de mídia social, inteligência de negócios, sistemas de segurança de rede são imprescindíveis atualmente. E o objetivo por trás da transformação digital é basicamente a compreensão do mercado, o crescimento da receita e o envolvimento do cliente.

Ou seja, mesmo que os mercados e os clientes continuem a evoluir, as organizações podem chegar a um ponto em que seus processos operacionais estabelecidos e modelos de negócios aplicados precisarão mudar para atender às expectativas do cliente.

Portanto, a transformação digital precisa de liderança forte para impulsionar a mudança. E esse é o papel dos CIOs. Independentemente deles desenvolverem especialistas internos ou priorizarem colaborações. O importante é estar comprometido com uma transformação digital com investimentos em iniciativas com baixo ROI para o curto prazo que compensarão substancialmente no futuro.

Entretanto, é difícil para organizações em crescimento se relacionarem com esse tipo de investimento. Portanto, os CIOs têm um papel crítico para preencher essa lacuna. Afinal, isso envolve obter o apoio organizacional para experimentos de inovação, selecionando as áreas certas da empresa para focar, priorizando problemas ideais para pesquisa, identificando uma equipe de pessoas e parceiros e testando tecnologias apropriadas.

Fonte: zdnet.com