Blog Infonova

Informação para tomada de decisão

Resultado da pesquisa por: ""

Tudo sobre gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM)

Por Juliana Gaidargi em 16/11/2021 em Gestão de TI

O gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) permite que as empresas obtenham os materiais necessários para criar um produto ou serviço e entregá-lo aos clientes. Então, veja como aproveitar ao máximo sua estratégia de SCM para dominar a logística de ponta a ponta

gerenciamento cadeia suprimentos (SCM)

Definição de gestão da cadeia de suprimentos

Gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) é o processo pelo qual uma empresa gerencia o abastecimento de matérias-primas para criar um produto ou serviço e entregar esse produto ou serviço aos clientes.

Portanto, o objetivo do software SCM é melhorar o desempenho da cadeia de suprimentos. Afinal, ter informações oportunas e precisas sobre a cadeia de suprimentos permite que os fabricantes façam e despachem apenas a quantidade de produtos que pode ser vendida. Então, sistemas eficazes de cadeia de suprimentos ajudam os fabricantes e varejistas a reduzir o excesso de estoque. Isso diminui o custo de produção, envio, seguro e armazenamento de produtos que não podem ser vendidos.

Processo de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM)

O processo de gerenciamento da cadeia de suprimentos compreende cinco componentes essenciais. Eles contemplam a criação e entrega de produtos e serviços de qualidade no prazo e dentro dos orçamentos estabelecidos. Então, o SCM ajuda as empresas a estabelecer planos claros para:

  • Obter recursos;
  • Construir e entregar produtos finais;
  • Manter relacionamentos positivos com os consumidores.

As cinco etapas principais do processo de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) são:

Plano

As empresas devem primeiro desenvolver um plano para garantir que o estoque esteja disponível para todos os processos de fabricação. No entanto, uma questão importante a ter em conta aqui é a variação da demanda, que pode afetar os recursos disponíveis para sua empresa. A maioria das empresas usa uma ferramenta analítica, como um software de planejamento de requisitos de material, para ajudar a prever o fornecimento e determinar as matérias-primas necessárias.

Fonte

As empresas também devem identificar fornecedores que possam fornecer os materiais necessários dentro do orçamento e da maneira mais eficiente possível. Portanto, neste estágio, o foco é encontrar os recursos certos e garantir que eles cheguem no prazo correto. Contudo, isso deve acontecer sem perder nenhuma receita durante o processo.

Marca

Ao desenvolver o produto final para o cliente, as empresas devem se certificar de que seguem os requisitos o mais fielmente possível. Afinal, nesta fase, as empresas montam, testam e embalam os produtos. Em seguida, melhoram o processo de operação de produção com base no feedback do cliente. Os produtos podem passar por várias iterações antes que a versão final seja entregue.

Entrega

Ao entregar produtos finais aos clientes, as empresas se concentram na imagem da marca, nas expectativas do cliente e na garantia de que o produto chegue perfeitamente. Então, é fundamental garantir que os produtos sejam de alta qualidade e possam ser entregues aos clientes da forma mais eficiente possível.

Devolução

Após a entrega, as empresas se concentram no atendimento ao cliente. Especialmente no que diz respeito a mercadorias e produtos devolvidos. Também conhecida como “logística reversa”, essa fase é importante para garantir que o relacionamento com os clientes não seja impactado negativamente. Portanto, garantir um processo de devolução ou troca tranquilo e sem problemas é tão importante quanto o processo de entrega, pois é a chave para manter uma experiência positiva do cliente.

As organizações abordarão o gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) de maneira diferente com base em seus objetivos, mercado e produtos que entregam. Então, cada uma das cinco fases também pode ser aprimorada pela confiança em estratégias específicas para qualquer fase. Isso inclui:

  • Visão baseada em recursos (RBV);
  • Análise de custos de transação (TCA);
  • Visão baseada em conhecimento (KBV);
  • Teoria de escolha estratégica (SCT);
  • Materiais de gerenciamento de logística (MLM);
  • Just-in-time (JIT);
  • Planejamento de requisitos de materiais (MRP);
  • Teoria das restrições (TOC);
  • Gerenciamento de qualidade total (TQM);
  • Manufatura ágil;
  • Competição baseada no tempo (TBC);
  • Gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM);
  • Gestão da cadeia de requisitos (RCM);
  • Estoque disponível para promessa (ATP).

Sistemas de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) e fornecedores

Os sistemas, ferramentas e software de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) oferecem elementos-chave para ajudá-lo a gerenciar o processo. O software popular normalmente inclui a capacidade de rastrear a demanda, sua rede de suprimentos e planejamento de produção. No entanto, você também encontrará recursos para programação detalhada, sourcing e gerenciamento de fornecedores. Isso, além de análises robustas para ajudar a monitorar a logística da cadeia de abastecimento. 

Portanto, essas ferramentas podem ajudar a rastrear fornecedores, transportadores, devoluções, armazéns, varejistas, fabricantes e clientes, tudo em um só lugar. O SCM requer muitas peças móveis e os sistemas de SCM prometem ajudar a agilizar o processo melhorando a eficiência, transparência e precisão.

Algumas das ferramentas SCM mais populares disponíveis atualmente incluem:

  • Basware;
  • E1open;
  • Elementum;
  • Epicor;
  • Infoplus;
  • Infor SCM;
  • Jaggaer;
  • Software JDA;
  • Logility;
  • NetSuite;
  • Oracle SCM;
  • Quickbase;
  • SAP SCM.

Exemplos de gestão da cadeia de suprimentos

Nos últimos vinte anos, as cadeias de suprimentos de fabricantes e varejistas tornaram-se cada vez mais interligadas. Em muitos setores, as vendas no varejo acionam pedidos de reposição aos fabricantes. Portanto, os fabricantes com uma cadeia de suprimentos just-in-time bem ajustada podem reabastecer automaticamente as prateleiras de varejo à medida que os produtos são vendidos. No entanto, à medida em que a colaboração aumentou, dados adicionais de parceiros da cadeia de suprimentos permitiram que as empresas usassem análises avançadas para melhorar ainda mais os resultados. Exemplos incluem:

Identificar problemas potenciais antes que eles ocorram

Quando um cliente pede mais produtos do que o fabricante pode entregar, a resposta tradicional tem sido encurtar o pedido. No entanto, isso deixa o comprador se sentindo sem importância e convencido de que o serviço do fabricante é ruim. Portanto, os fabricantes que antecipam a escassez antes que o comprador fique decepcionado podem oferecer um produto substituto ou outro incentivo para manter o comprador feliz.

Otimizando o preço de forma dinâmica

Produtos sazonais, principalmente produtos de moda, têm uma vida útil limitada. Afinal, qualquer coisa que não for vendida no final da temporada é descartada ou vendida com grandes descontos para esvaziar o depósito. Linhas aéreas, hotéis e outras empresas com um produto limitado, mas perecível, ajustam os preços dinamicamente para atender à demanda. Embora isso seja mais difícil com roupas e outros produtos em que o fornecimento pode variar amplamente, técnicas de previsão semelhantes podem melhorar as margens.

Melhorar a alocação de estoque disponível para promessa (ATP)

As ferramentas de hoje alocam recursos dinamicamente e programam o trabalho com base na previsão de vendas, pedidos reais e entrega prometida de matérias-primas. Então, os fabricantes podem confirmar a data de entrega do produto quando o pedido é feito, reduzindo significativamente os pedidos preenchidos incorretamente.

Métricas de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM)

Cadeias de suprimentos bem administradas são medidas de várias maneiras. As métricas podem ajudar as organizações a se concentrarem nas atividades mais importantes e melhorar os processos existentes. As métricas críticas oferecem suporte à conformidade regulamentar, segurança ou obrigações contratuais. Outras métricas monitoram e melhoram a eficiência, melhoram o serviço e geram maiores lucros.

As métricas comuns incluem:

  • Pedidos perfeitos: a porcentagem de pedidos sem erros;
  • Tempo do ciclo de conversão de caixa: Número de dias entre o pagamento das matérias-primas e o recebimento do produto final;
  • Tempo de ciclo do pedido: o tempo desde o recebimento do pedido até a entrega do produto;
  • Taxa de atendimento: a porcentagem de pedidos entregues conforme solicitado na primeira remessa.

Na verdade, existem centenas de métricas da cadeia de abastecimento. A arte consiste em encontrar os corretos para o seu setor e para o seu negócio.

Cursos de mestrado em gestão da cadeia de suprimentos

Você pode começar uma carreira em gestão da cadeia de suprimentos (SCM) com um diploma de bacharel. Contudo, se você está procurando subir na escada e impulsionar sua carreira, você vai querer explorar um mestrado na área. O SCM está se tornando uma função importante em vários setores, incluindo varejo, manufatura, tecnologia e governo federal.

Certificações de gestão da cadeia de suprimentos

Profissionais de SCM com pelo menos uma certificação recebem em média 19% a mais do que aqueles que não são certificados. Já aqueles com duas ou três certificações ganham salários que são 39% e 50% maiores do que a média, respectivamente.

Então, se você já está fazendo carreira em gestão da cadeia de suprimentos ou deseja entrar no campo, aqui estão oito certificações de gestão da cadeia de suprimentos que podem completar seu currículo e lhe dar uma vantagem contra a concorrência.

  • Certificação APICS Certified Supply Chain Professional (CSCP);
  • APICS Certificado em Produção e Gestão de Estoque (CPIM);
  • Endosso de Referência de Operações da Cadeia de Abastecimento da APICS (SCOR-P);
  • ISM Certified Professional in Supply Management (CPSM);
  • Profissional Certificado ISM em Diversidade de Fornecedores (CPSD);
  • NCMA Certified Professional Contract Manager (CPCM);
  • SCPro Conselho de Profissionais de Gestão da Cadeia de Abastecimento (CSCMP);
  • SOLE Certified Professional Logistician (CPL).

Oportunidades em SCM

Os cargos de gerenciamento da cadeia de suprimentos são normalmente listados sob o título de gerente da cadeia de suprimentos. No entanto, existem funções semelhantes que se enquadram na mesma categoria. Você encontrará muitas funções que exigem habilidades de SCM, seja em operações, produtos ou análises. Manter uma cadeia de suprimentos eficiente exigirá vários profissionais diferentes que ajudem a criar, gerenciar, avaliar e monitorar as cadeias de suprimentos dentro da organização. Você pode ver trabalhos de SCM listados sob títulos, como:

  • Gerente da cadeia de suprimentos conectada;
  • Gerente de entrega ao cliente;
  • Diretor de Logística;
  • Diretor da cadeia de suprimentos;
  • Gerente de abastecimento global;
  • Analista líder, SCM;
  • Gerente de compras;
  • Analista ERP Sênior;
  • Analista de cadeia de suprimentos;
  • Engenheiro de cadeia de suprimentos;
  • Gerente de integrações da cadeia de suprimentos;
  • Consultor de gestão da cadeia de suprimentos;
  • Gerente de cadeia de suprimentos e operações;
  • Gerente de projeto da cadeia de suprimentos;
  • Técnico de cadeia de suprimentos;
  • Gerente de planejamento de suprimentos.

Já vai?

Receba conteúdos exclusivos e gratuitos direto no seu e-mail, para ler sem pressa ;)

FALE
COM UM
ESPECIALISTA

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

FALE
COM UM
ESPECIALISTA

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Acesse informação exclusiva para nossos clientes e esteja informado. Conheça as técnicas, ferramentas e estatísticas do mercado, de graça, e no seu email.
É só preencher o formulário para acessar.

Receba Gratuitamente

Passo 2
0%

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.