Vendas de Natal pela internet crescem 28% e giram R$ 1,6 bi, diz pesquisa

As vendas de bens de consumo pela internet tiveram um crescimento de 28% no período de 15 de novembro até o último dia 24 na comparação com o mesmo período de 2008, com o movimento de R$ 1,6 bilhão –contra R$ 1,25 bilhão um ano antes. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pela consultoria e-bit, especializada no setor.

“Ano a ano acompanhamos a evolução do e-commerce e sem dúvida o Natal é um grande aliado para esse crescimento”, disse o diretor geral da e-bit, Pedro Guasti. “Com esse faturamento expressivo, nota-se que o consumidor está mais preparado e programado para comprar via web, além de estar com a confiança retomada para fazer compras. Para os próximos anos, o crescimento deverá ser ainda maior.”

O pico das vendas de Natal ocorreu no último dia 16, quando foram realizados mais de 150 mil pedidos, um crescimento 50% superior a um dia de vendas normal. O varejo físico obteve apenas 6,8% de acréscimo, segundo o indicador Serasa Experian, citado pela e-bit.

Segundo Guasti, sem uma estrutura e logística, ficaria difícil receber tantos pedidos no período natalino. “O volume de pedidos nessa época é intenso, já que as pessoas têm o hábito de dar muitos presentes, tanto para amigos, quanto para familiares. Por isso, um planejamento antecipado por parte das lojas é mais do que necessário para obter sucesso”, afirmou.

A pesquisa aponta ainda a preferência do consumidor por produtos de alto valor agregado, como eletrônicos, artigos de informática e eletrodomésticos –contra produtos mais baratos, como CDs e DVDs, há pouco tempo. O item que liderou as vendas, no entanto, foram os livros.

Em seguida vieram os eletrodomésticos –categoria beneficiada pela redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)–; produtos de beleza, medicamentos e de cuidados com a saúde ficaram em terceiro lugar. Informática e Eletrônicos ficaram na quarta e na quinta colocação, respectivamente.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de outubro mostram que o varejo físico brasileiro cresceu 8,4% em relação ao mesmo mês de 2008, ante expectativa do mercado de expansão de 6,5%. Uma pesquisa do instituto aponta que o número de brasileiros com acesso à internet cresceu 75,3% entre 2005 e 2008, passando a 56,4 milhões de usuários.

A pesquisa é feita com base em questionários respondidos pelos consumidores e leva em conta fatores como: facilidade de comprar, seleção de produtos, informação sobre os produtos, preços, navegação, entrega no prazo, qualidade dos produtos, qualidade do atendimento a clientes, política de privacidade e manuseio e envio dos produtos.

Fonte: Folha Online
http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u672851.shtml

Por que contratar a Infonova?

  • Rápido

    Problema é dor, e nós sabemos que as pessoas precisam de ajuda rápido. Nós controlamos o tempo de primeira resposta, e o tempo de solução de cada atendimento.

  • Eficaz

    Nosso objetivo é resolver de primeira! Para isso, nós monitoramos os atendimentos que são reabertos para entender o que está acontecendo.

  • Humano

    Sabe aquele gostinho de ser bem atendido? Somos uma empresa humana: somos pessoas ajudando pessoas.

Empresas que contam com a INFONOVA

Atendimento ao Cliente

ACESSAR

Solicitar Orçamento

SOLICITAR ORÇAMENTO