Educação Financeira

Como gerir o orçamento?

A educação financeira serve para garantir que as despesas e as receitas estão em um equilíbrio saudável, permitindo desfrutar da vida quanto acumular patrimônio.

Roteiro:

  • Fundamentos: O q é dinheiro?
  • Fundamentos: Vale a pena controlar?
  • Fundamentos: Definindo as metas
  • Fundamentos: Ferramentas de Finanças
  • Fluxo de Caixa: O que é?
  • Fluxo de Caixa: O que deve ter
  • Fluxo de Caixa: Ferramentas
  • Fluxo de Caixa: Como Registrar
  • Fluxo de Caixa: Como Categorizar
  • DRE: O que é?
  • DRE: O que deve ter
  • DRE: Ferramentas
  • DRE: Como Analisar (hipóteses/validação)
  • DRE: Elaborando o Planejamento
  • Planos de Ação: Quando fazer
  • Planos de Ação: O que deve ter
  • Planos de Ação: Executando
  • Atingindo as Metas
  • Investimentos

Fundamentos: O que é dinheiro?

A moeda em si pode ter vários formatos: o papel colorido, os numerosinhos na tela do banco, uma criptomoeda, enfim, quando eu falo sobre dinheiro estou convidando você a ir mais a fundo: qual é a ESSÊNCIA do dinheiro?

Uma moeda, ou dinheiro, servem basicamente para uma coisa: realizar transações, e isso é  importante por que revela o que o dinheiro realmente é… uma forma de facilitar transações entre PESSOAS, ou seja, não dá para falar sobre dinheiro sem falar sobre a natureza das pessoas.

Pra encurtar a história, o dinheiro é uma representação do DESEJO humano, nós valorizamos algumas coisas, mais do que outras, e moldamos o mundo dessa forma. Pensa comigo: por que um pedaço de carvão é tão barato e um pedaço de diamante é tão caro? Quimicamente eles são muito parecidos. OK… o diamante é bem mais duro, mas não é por isso que ele é tão caro. Ele é caro por que as pessoas DESEJAM o diamante, ele é bonito, brilha de uma forma que outras pedras não brilham (sim.. brilha mesmo, eu já vi :), além disso ele é escasso, não tem diamantes brotando por aí… isso faz com que ele seja  muito valorizado pelos humanos, e por isso: caro.

Existem muitas formas de modificar o valor de algo, ou seja modificar o grau de desejo da pessoas em relação a alguma coisa. As empresas, bancos e até o governo, pintam e bordam em cima disso, desde simplesmente colocar o produto em uma embalagem bonita, a fazer propaganda na televisão com artistas, e até a enganar você com letrinhas pequenas.

Em resumo, o que você precisa saber por hora é que DINHEIRO é um mero indicador de DESEJO das pessoas, e também conhecido como VALOR.

Dinheiro é só uma medida do desejo das pessoas por alguma coisa
Dinheiro é só uma medida do desejo das pessoas

Fundamentos: Vale a pena controlar?

Mas não é sempre que você vai ter de controlar o dinheiro, tem situações em que não dá, ou não é bom controlar o dinheiro, sabia? Em geral você pode pensar assim:

Eu NÃO tenho dinheiro

Então você precisa controlar a grana, sem controle você vai ter cada vez menos dinheiro, vai ficar cada vez mais endividado. O banco deve amar você! Controlar o dinheiro é a única forma de quebrar esse ciclo.

Eu TENHO dinheiro mas ele nunca sobra

Ele nunca sobra! Mi mi mi! Dinheiro mau!  A culpa é sua! Ele nunca sobra por que você não controla o dinheiro, acha o que dinheiro é uma coisa mágica e que um dia vai haver muito dinheiro para controlar, e aí sim, valerá a pena aprender sobre como lidar com dinheiro. Errado!  A gente aprende a controlar dinheiro justamente pra fazer ele sobrar.

Tenho dinheiro SOBRANDO (leia-se renda sobrando) e não sei o que fazer com ele

Esse aqui e um terreno sombrio, você tem dinheiro, ou renda sobrando e não sabe o que fazer. Aqui talvez você ganhe mais aprendendo sobre investimentos, do que sobre controle… mas leia abaixo antes de decidir.

Eu já tenho MUITO dinheiro

Aqui não vale a pena ficar controlando dinheiro!

Se você está aqui e fica controlando de moedinha em moedinha onde está o seu dinheiro, vou te contar uma coisa: você está perdendo dinheiro, mais especificamente, o seu tempo! (que vale muito dinheiro). Se você empregasse o tempo que você gasta controlando o seu dinheiro centavo a centavo e empregasse em “fazer” mais dinheiro: investimentos, aplicações, empreendimentos, enfim… o que quer que você tenha feito para juntar esse dinheirão todo, você teria mais dinheiro. Aqui a pegada é simples: delegue o controle para alguém…. leia este artigo e contrate alguém para fazer exatamente isso por você. 😉

Eu preciso ter um controle financeiro?
Eu preciso ter um controle financeiro?

Fundamentos: Definindo as metas

Agora vamos para a preparação antes de começar, alias, antes de começar qualquer coisa, defina uma META.

Uma boa meta de controle financeiro pode ser:

  • Guardar (investir!) 10% do que eu ganho (da minha renda).
  • Juntar (contruir um patrimônio) de R$ 10k (dez mil) reais até o final do ano.
  • Ter controle do que entra e do que sai da minha conta (eu começaria por essa!)
  • Outras

O importante da meta não é qual a meta em si, mas ter uma meta! Isso vai orientar você na tomada de decisões. Sem uma meta, você vai ficar perambulando sem saber se está progredindo ou não.

Exemplo: Planejamento Financeiro - Defina as suas metas
Exemplo: Planejamento Financeiro – Defina as suas metas

Fundamentos: Ferramentas de Finanças

Para fazer um bom controle financeiro você vai precisar entender as principais ferramentas de finanças que já existem. Não estou falando de Apps , sites, ou sistemas…. mas de CONCEITOS FINANCEIROS… são maneiras de organizar o dinheiro de forma que fique simples entender e visualizar para onde ele está indo.

As ferramentas nos vamos precisar são:

  • Fluxo de Caixa
  • DRE
  • Planos de Ação

Fluxo de Caixa: O que é?

Fluxo de caixa é um nome elegante para “extrato do banco”. Sim é isso mesmo, fluxo de caixa nada mais é do que um registro detalhado de todos os lançamentos da suas finanças, como no extrato do banco.

O extrato do banco é um ótimo exemplo, mas ele não é o seu fluxo de caixa, você pode encontrar item a item pra onde foi cada um do seu centavos da conta corrente, mas você tb usa dinheiro vivo, cartão de crédito, conta em mais de um banco, e aí a coisa complica. Fluxo de Caixa é o lugar centralizado onde você anota, ou controla, todas as suas entradas e a suas saídas.

Qual a importância do fluxo de Caixa? Ele é como se fosse um filme, que conta quadro a quadro uma história, a sua história! Você já chegou no meio de um filme e ficou sem entender nada do que estava acontecendo? Pois é Zé Maria! O fluxo de caixa é igualzinho, não adianta você olhar par ele um dia e tentar entender o que está acontecendo, você tem que ver no dia a dia, você tem que conhecer a história inteira, ele serve pra você ver dia após dia,  o que é que está acontecendo com a sua grana.

Exemplo de Fluxo e Caixa
Exemplo de Fluxo e Caixa

BAIXAR: MODELO DE PLANILHA DE CONTROLE FINANCEIRO

Fluxo de Caixa: O que deve ter

O que o fluxo de caixa deve ter, é: o registro de todas, absolutamente todas, as operações financeiras, todos os gastos, todas as entradas, todas as saídas e todas as movimentações devem estar registradas no fluxo de caixa.

Você pode ter achado difícil, porém fica mais difícil ainda se você tiver conta em quatro bancos diferentes, utiliza cinco cartões de créditos (pior ainda se tiverem anuidade!), tem conta aberta na padaria, no bar, ou na manicure…. E ainda faz um saque de vez em quando, só para aquele dinheiro que entrou na sua carteira desaparecer misteriosamente, sem você nunca mais saber pra onde ele foi.

O melhor a fazer para ter um Fluxo de Caixa fácil de gerenciar é simplificar a sua vida. Acredite você gasta muito mais dinheiro por não controlar o seu dinheiro do que qualquer outra coisa.

RECOMENDAÇÃO: USE APENAS UMA CONTA CORRENTE!

Cancele todos os seus cartões de crédito e pare de usá-los, o que você ganha em milhas não paga o que você perde de controle com o cartão de crédito.  Cancele todas as suas contas em bancos deixando apenas uma conta, em apenas um banco. Além disso pare de sacar e gastar dinheiro vivo, use apenas a função débito. Isso vai fazer com que fique muito mais fácil saber para onde o dinheiro foi. Você vai poder usar o extrato da sua única conta bancária pra saber detalhadamente tudo que entrou e tudo que saiu.

Para isso, é lógico, você vai precisar fazer com que todas as suas entradas e saídas passem pela conta. Isso pode parecer um pouco contra intuitivo no começo. Imagine que você recebeu um dinheiro que você nem estava esperando em espécie, você terá que depositar esse dinheiro na sua própria conta (é um saco!) só pra ter o controle.

Feito isso, a parte mais difícil que é ficar anotando o que entrou e o que saiu, o banco vai fazer pra você. A outra opção seria você ter um papelzinho e uma caneta (ou algum App chato) e ir anotando lançamento lançamento tudo que você faz, eu já fiz isso é difícil mas funciona.

Fluxo de Caixa: Qual app/software usar?

Tem vários softwares, sites, apps, para controlar fluxo de caixa, aqui nós vamos usar o melhor deles:  mais flexível, mais consolidado, mais amigável, robusto, bonito e cheiroso…..o Excel 🙂

Se você for ousado, pode até dar uma olhada em outras softwares/apps, mas eu não  recomendo. Use uma planilha (pode ser no Google Planilhas por exemplo) O mais importante não é o software, mas sim a simplicidade, é importante que fique fácil gerenciar e isso tome o mínimo do seu tempo possível.

No final você deve ter o seguinte: uma planilha com todos os lançamentos categorizados.

Fluxo de Caixa: Como Registrar

Se você está usando uma conta corrente, em um banco só… é mega fácil: só use o cartão de debito para tudo, faça com que todas as suas entradas passem pela conta, aí é só acessar o site do banco e fazer download do seu extrato. Pronto! Seu fluxo de caixa está lá… agora é só categorizar.

Fluxo de Caixa: Como Categorizar

Não adianta nada ter o seu fluxo de caixa com todos os lançamentos, se você não indicar o que é cada lançamento. Você vai usar essas categorias para agrupar os lançamentos e identificar onde você está gastando mais, ou menos.

Para facilitar a sua vida, crie poucas categorias. Neste momento não é importante você ter controle absoluto e minucioso de tudo, crie as principais categorias de gastos (ou ganhos) que vierem na sua cabeça, mantenha simples e agrupe as coisas, por exemplo “dentista”, “farmácia”, “academia”…podem ir tudo para a categoria “saúde”.

Exemplo de categorias:

  • Entradas: Todas as suas entradas: salário, bicos, freelas, o dinheiro q você ganhou no bingo
  • Casa: Tudo que você gasta com a sua casa: Água, Luz, Telefone, Internet, Supermercado
  • Lazer: Uhulll! Tudo que você gasta com diversão: viagens, bares, restaurantes, shows… enfim, todo o dinheiro que você gasta com coisas boas!
  • Carro: Multas, IPVA, Gasolina, Reparos, Manutenção… Carro gassssta!
  • Saúde: Dentista, Farmácia, Academia, e afins.
  • Educação: Cursos, Faculdade, Escola das crianças.
  • Investimento: Todo o rico dinheirinho que você separar para te deixar rico.
  • Outros: Tudo que não cair em categoria nenhuma

IMPORTANTE! Todos os lançamentos precisam ter duas coisas no fluxo de caixa: DATA e CATEGORIA, se não, você não vai conseguir gerar o DRE.

DRE: O que é?

DRE É um resumo do que aconteceu em um determinado período. A sigla significa Demonstrativo de Resultado do Exercício, ou seja, ele serve pra mostrar o que aconteceu dentro de um determinado período, por exemplo um determinado mês, de forma resumida.

O DRE É uma foto de um instante no tempo, por exemplo, o último dia do mês, onde você vai olhar pra tudo que aconteceu aqui até aquele momento.

Exemplo de DRE
Exemplo de DRE

DRE: Como fazer?

Se você fez o fluxo de caixa direitinho, fazer o DRE no excel é fácil. Você vai precisar apenas criar uma tabela dinâmica. Pra facilitar a sua vida tem esse modelo do excel, tudo que você precisa fazer é colocar os seus lançamentos na aba Fluxo de Caixa, ir até a aba DRE, clicar com o botão direito do mouse, e clicar em Atualizar.

BAIXAR: MODELO DE PLANILHA DE CONTROLE FINANCEIRO

Exemplo de DRE - Como atualizar a tabela dinâmica?
Exemplo de DRE – Como atualizar a tabela dinâmica?

DRE: Como Analisar (hipóteses/constatação)

Olhando para o DRE com atenção, você vai perceber o seguinte:

  1. Seus gastos seguem um padrão (você gasta mais ou menos o mesmo valor em cada categoria mês a mês)
  2. As vezes esse padrão é rompido (por um imprevisto, ou por algum excesso, ou por pura falta de controle mesmo)
  3. Olhando o Fluxo de Caixa, você vai poder identificar exatamente o que aconteceu. Ex: gastou o dobro no supermercado.
  4. Ao observar os padrões e os desvios, você vai poder formular hipóteses: “Estou indo muito passear? Tô gastando muito com Pizza? Estou gastando demais com esse carro… será que ele vale a pena?”
  5. Valide as hipóteses que você formulou olhando no DRE e lançamento a lançamento no Fluxo de Caixa
  6. Constate o que está acontecendo
  7. Crie um plano de ação para cara constatação

Planos de Ação

É com plano de ação que a mágica acontece!

Se você não o analisar no detalhe o que está acontecendo no DRE, e não validar suas hipóteses no fluxo de caixa, você não vai ter como planejar as ações que vão te ajudar a alcançar a sua meta….. nada acontece. Você vai ter um excelente controle financeiro, mas não vai atingir nada, e não vai ter resultado financeiro nenhum. Das ferramentas de financias disponíveis o Plano de Ação é a q faz diferença.

Pano de Ação: o lugar onde a mágica acontece!
Pano de Ação: o lugar onde a mágica acontece!

Planos de Ação: Quando fazer?

Em geral, 1 vez por mês. Você deve se debruçar sobre o seu controle financeiro e criar um plano de ação para cada categoria que esteja muito alta.

No começo é melhor fazer isso 1 vez por semana até pegar o jeitão, fica mais fácil identificar semana a semana o que está acontecendo, por que você ainda lembra de cada entrada/saída de cabeça.

Depois de pegar a manha, você pode só atualizar o fluxo de caixa semanalmente (é difícil lembrar de cabeça o que você gastou 1 mês depois) e analisar o DRE mensalmente.

Planos de Ação: O que fazer?

Bom você analisou o DRE e constatou:

  • SIM: seu carro está gastando muito
  • SIM: você gastou um fábula no bar
  • SIM: dá para abrir um restaurante com o que você gasta no supermercado
  • SIM: você não está investindo o que planejou

E agora?! O que eu faço?!? 🙁

Faça um Plano de Ações para o mês seguinte para cada uma das constatações!

  • CARRO:
    vou prestar atenção nas placas e parar de pagar multa, ou….
    vou andar mais de metrô, ou….
    vou abastecer mais com álcool
  • BARES e RESTAURANTES:
    vou estabelecer um limite: 2x por semana, ou….
    vou arrumar um Hobbie que gaste menos, ou….
    vou parar de beber logo!
  •  SUPERMERCADO:
    vou parar de ir no Pão de Açúcar que é uma fábula, ou…
    vou comprar legumes em menor quantidade para desperdiçar menos, ou…
    vou comprar o que é comódite (açúcar, óleo, produtos de limpeza) em atacado mais barato e estocar (economiza tempo, gasosa, e dindin)
  • INVESTIMENTO:
    vou me pagar primeiro, caiu o salário vou depositar o investimento, ou…
    vou rever minha meta, ou…
    vou controlar o fluxo de caixa todo dia para entender o que está acontecendo.

Planos de Ação: Executando e Atingindo as Metas

Você tem o Fluxo de Caixa direitinho? Você tem o DRE? Está analisando semana a semana, ou mês a mês? Está identificando desvios e criando ações para melhorar? Está vendo o que deu resultado, e o que não deu, no mês ou na semana seguinte?

Pronto! Você está atingindo as suas metas! Não tem erro!

Agora é hora de falar do próximo passo, o que fazer com o dinheiro?

Investimentos Tradicionais

Bom… investimentos é assunto para uma vida inteira, para simplificar faça o seguinte:

IMPORTANTE: coloque os investimentos em outro banco (mesmo que você tenha uma poupança associada a conta corrente) se o dinheiro ficar fácinho de sacar ou movimentar, também vai ficar bem mais fácil de “gastar” sem querer. Abra uma poupança em outro banco, e transfira o dinheiro para lá, deixe o cartão dessa conta poupança em baixo do colchão para dar sorte 🙂

  • Até R$ 10.000 Invista em Poupança
  • Até R$ 50.000 Invista em CDBs
  • Até R$ 100.000 Invista em Tesouro Direto
  • Mais de R$ 100.000 Abra conta em uma corretora, compre uns cursos de investimento e aprenda a investir que nem gente grande! 😀 Poupança, CDB e Tesouro são muito seguros, mas rendem pouco. Existem outras opções com segurança que rendem muito mais, porém exigem mais capital para participar.

Conclusão

A hora de aprender a lidar com dinheiro é quando você não tem dinheiro! Sai bem mais barato. Se você ganha muito, pouco, ou não ganha… não importa, ter um controle financeiro é imprescindível para o seu futuro.

Esse artigo explica de forma bem resumida e dá exemplos bem fáceis de aplicar, eu uso esse framework desde 2003 para controlar a minha grana e gerenciar as finanças das minhas empresas, funciona que é uma beleza!

Checklist

Um checklist pra você ver ser fez tudo direitinho:

[       ] Definir a 1a meta que eu quero alcançar
[       ] Ficar apenas com uma conta corrente, cancelar as demais
[       ] Cancelar/guardar todos os cartões de crédito, usar só debito
[       ] Todas as entradas passando pela conta
[       ] Todas as saídas passando pela conta
[       ] Baixar o modelo no excel
[       ] Baixar o extrato do banco
[       ] Criar a lista de categorias que eu quero
[       ] Copiar e colar o estrato do banco no modelo
[       ] Categorizar todos os lançamentos
[       ] Atualizar semanalmente o Fluxo de Caixa
[       ] Analisar semanalmente o DRE
[       ] Identificar o padrão de entradas/saídas
[       ] Procurar por desvios (valores muito altos/baixos)
[       ] Elaborar hipóteses
[       ] Verificar/Constatar no Fluxo de Caixa se a hipóstese procede
[       ] Elaborar ao menos 1 ação para cada constatação
[       ] Executar durante o mês seguinte as ações
[       ] Verificar no final do mês os resultados das ações planejadas
[       ] Repetir o ciclo todo para o mês seguinte

A hora de aprender a gerenciar dinheiro é quando você não tem!

Autor

Thomas Barrios
Últimos Artigos

Por que contratar a Infonova?

  • Rápido

    Problema é dor, e nós sabemos que as pessoas precisam de ajuda rápido. Nós controlamos o tempo de primeira resposta, e o tempo de solução de cada atendimento.

  • Eficaz

    Nosso objetivo é resolver de primeira! Para isso, nós monitoramos os atendimentos que são reabertos para entender o que está acontecendo.

  • Humano

    Sabe aquele gostinho de ser bem atendido? Somos uma empresa humana: somos pessoas ajudando pessoas.

Empresas que contam com a INFONOVA

Atendimento ao Cliente

ACESSAR

Solicitar Orçamento

SOLICITAR ORÇAMENTO