Dicas para fazer uma boa gestão de TI na sua empresa

Boa gestão de TI. Aqui estão algumas dicas. Uma vez que cada organização é única em como funciona e onde coloca suas prioridades, elas são oferecidas sem nenhuma ordem específica. Incluem novas tecnologias, nuvem, big data, virtualização, BYOD e BYOA, shadow IT, boomers, eficiência energética, sistemas de usuários, interoperabilidade, criação de valor e redes sociais.

boa gestao ti primeira

Novas tecnologias para uma boa gestão de TI.

A tecnologia avança rapidamente e aparece na mídia por todos os lados. Isso significa que usuários, gerentes de todos os níveis e até mesmo concorrentes pressionam a equipe de TI a implementar essa nova tecnologia apenas porque é nova. O verdadeiro desafio é decidir quais dessas novas tecnologias funcionarão no melhor interesse de promover a organização e qual é melhor evitar por enquanto.Prioridades organizacionais e metas de longo prazo tendem a permanecer relativamente estáticas. A tecnologia tornou-se muito mais fluida e muda mais rapidamente. A Gestão de TI deve avaliar o valor organizacional que cada tecnologia oferece para determinar quando e se é um bom ajuste.Novas tecnologias, como nuvem, big data, virtualização e mobilidade, tornam-se ferramentas para gerentes de TI experientes que entendem as prioridades de suas organizações. Como cada organização é diferente, o valor de TI de cada nova tecnologia varia de acordo com os objetivos estratégicos da organização.Para aproveitar ao máximo qualquer nova tecnologia, um gerente de TI precisa ter uma sólida compreensão da organização e dos desafios enfrentados por seus usuários e mercados. Antes de entrar em uma nova tendência em tecnologia, os gerentes de TI devem fazer uma pergunta: “Como isso nos ajuda a abordar nossos desafios atuais ou atingir nossas metas estratégicas?”

Cloud (Nuvem)

Muitas organizações ainda precisam fazer planos de nuvem. Eles escolhem manter seus dados e aplicativos internamente e gerenciar tudo sozinhos.Com os avanços das ofertas de nuvem e para tornar a rede à prova do futuro, preparar a organização para um possível movimento futuro da nuvem é um simples senso comum. Por exemplo, o que acontece quando o gerenciamento organizacional decide configurar uma solução de nuvem interna. Talvez esse seja um passo para mover aplicativos e dados para fora do site.O ponto principal: você deve criar hoje aplicativos portáteis que não prendam sua empresa no futuro, seja lá o que for.Isso se resume a arquitetura de software e hardware. Novos aplicativos devem ser criados usando uma arquitetura aberta que permita que eles sejam executados em qualquer plataforma ou com qualquer banco de dados. Fazer isso significa que os aplicativos da organização serão executados nos servidores internos, em uma nuvem interna ou em uma nuvem externa. O benefício extra é que qualquer mudança para uma solução baseada em nuvem pode ser concluída sem novos aplicativos.

Big Data Analytics

Os dados devem crescer 800% nos próximos cinco anos. O grande desafio é que mais de 80% não são estruturados. Os dados não estruturados variam em seus formatos, incluindo texto simples, email, blog, documento formatado, imagem padrão e não padrão, vídeo, voz, animação, entrada de sensor e registros de pesquisa da web. Os dados não estruturados estão crescendo mais rapidamente que os dados estruturados. Como uma fonte relativamente nova e inexplorada de insight organizacional, a análise de dados não estruturados tem o potencial de revelar inter-relações de informações mais importantes que anteriormente eram muito difíceis ou impossíveis de determinar.Parte desses dados não estruturados inclui dados de comunidades, grupos e redes sociais fora da organização conhecida como “o coletivo”. A mineração de dados do coletivo é uma ótima maneira de entender o mercado e os clientes da organização.Para fornecer o melhor valor para a organização, a análise de big data exige novas abordagens para capturar, armazenar e analisar dados. A enorme quantidade e o crescimento de dados não estruturados superam rapidamente as soluções tradicionais e exigem um novo volume de manuseio. Big data é coletado de novas fontes. Os processos tradicionais de gerenciamento de dados são insuficientes para lidar com a natureza variável do Big Data. Novas análises oferecem métodos para processar a variedade. Os dados são gerados em tempo real e as demandas exigem que as informações úteis estejam prontas, conforme necessário. Soluções como Ethernet de 100 GB, processamento paralelo e SSDs (Solid State Drives) oferecem bons tempos de resposta.

Virtualização para uma boa gestão de TI.

A virtualização continua a se expandir de desktops para servidores para switches, roteadores e firewalls. A virtualização fornecerá um nível muito maior de controle desses dispositivos, em vez de economizar dinheiro. Na verdade, a infraestrutura da organização exigirá servidores maiores, mais licenças de VM e software de emulação, além do custo contínuo das licenças de desktop.Um data center virtualizado requer muitas das mesmas tarefas de gerenciamento que também devem ser executadas no ambiente do servidor físico. Essas tarefas precisam ser estendidas para o ambiente virtualizado, bem como também integradas aos processos existentes de fluxo de trabalho e gerenciamento.

BYOD e BYOA 

Durante anos, a TI controlou os dispositivos dos usuários. Com o advento dos smartphones e tablets, isso mudou. Os usuários agora trazem seus próprios dispositivos sem o conhecimento de TI. Eles os usam para tarefas pessoais e relacionadas ao trabalho. O plano inicial da TI era tentar manter o controle. Os fatos são claros: controlar dispositivos de propriedade do usuário na rede de uma organização é quase impossível.Quando um usuário traz seu próprio dispositivo, ele também traz seus próprios aplicativos que já estão acostumados a usar. Isso é uma vantagem para a produtividade e um desafio para a segurança de TI. Os gerentes de TI e os CIOs precisarão decidir o que proteger: a infraestrutura de rede ou os dados da organização.Controlar dispositivos móveis dos usuários é uma batalha perdida. A equipe de TI, mesmo com a automação, não pode monitorar todos os dispositivos conectados à rede. A solução se move para controlar o acesso aos dados. Primeiro, proteja os dados nos servidores. Em seguida, forneça aos usuários acesso a esses dados na forma de aplicativos da Web para dispositivos móveis. Isso permite que eles acessem os dados em qualquer servidor que estejam autorizados a acessar, mas não armazenam dados no dispositivo móvel.

TI da sombra 

A TI continua a ter uma imagem ruim dentro das organizações. Quer se trate de tempos de resposta lentos, ações ditatoriais ou desafios de software, muitos departamentos de TI estão enfrentando a preferência dos usuários de procurar ajuda de superusuários dentro do departamento. Adicione os softwares e serviços em nuvem facilmente disponíveis, as organizações vêem os usuários e os grupos se concentrarem em ignorar completamente o departamento de TI. Eles encontram e compram pacotes SaaS (Software as a Service) de terceiros para atender às suas necessidades.Outros departamentos, como vendas, marketing, contabilidade, etc., estão considerando acordos independentes com fornecedores externos de serviços de TI.

Boomers 

A partir deste ano, cerca de 10.000 baby boomers se tornarão elegíveis para se aposentar todos os dias pelos próximos 15 a 20 anos na América do Norte. Muitos desses potenciais aposentados são pessoas de TI que têm anos de conhecimento e experiência específicos de TI e organização.As pessoas de nível de entrada que entram no mercado de trabalho são muito mais fiéis a si mesmas, o que sabem e, em alguns casos, a seus colegas do que à organização. Eles chegam com diferentes conjuntos de habilidades e novas maneiras de ver e usar a tecnologia.

Interoperabilidade

Usuários e clientes são mais exigentes com os produtos em seus desktops e dispositivos móveis. Tudo se resume a comunicar uns com os outros. Os sistemas precisam enviar e receber dados que sejam compatíveis em todas as plataformas de usuários.Aplicações abertas e sistemas construídos em padrões abertos são o caminho do futuro. Os esforços de desenvolvimento devem se concentrar no sistema ou aplicativo em si, bem como em como esse sistema / aplicativo funciona com os outros.

Sistemas de Usuários para uma boa gestão de TI

Desktops, laptops, notebooks, tablets e smartphones já fazem parte da vida de muitos usuários. Em alguns casos, tornou-se cada vez mais difícil traçar a linha entre eles. Os tablets substituirão laptops e notebooks? Os desktops vão seguir o caminho dos dinossauros?Tablets e smartphones já executam muitas tarefas previamente concluídas pelos desktops. Isso significa que as organizações devem se adaptar a vários sistemas de usuários. Atualmente, usuários e clientes internos podem acessar dados e aplicativos organizacionais por meio de muitos métodos diferentes, dependendo de sua localização atual.

Redes sociais para uma boa gestão de TI

Clientes, fornecedores e outros estão falando sobre todas as organizações em alguma forma de mídia social. Isso pode incluir Twitter, Facebook, Foursquare, LinkedIn e YouTube. No mínimo, os departamentos de TI e marketing precisam monitorar e participar dessas conversas. As ferramentas de análise semântica podem ajudar as empresas a aproveitar esse diálogo social para moldar novos produtos e atualizações, melhorar o atendimento ao cliente, as iniciativas de vendas e marketing.Estabelecer uma presença social e determinar o que está sendo compartilhado. O maior desafio aqui é a luta com a mudança de fornecer uma plataforma para vender produtos e serviços para fornecer soluções sólidas para os clientes.

Muitos desses mesmos desafios fizeram listas como esta antes. Alguns provavelmente também farão a lista do próximo ano. Os gerentes de TI e a equipe continuarão a enfrentar os problemas trazidos pelos usuários, clientes e gerentes de departamentos enquanto continuam a trabalhar para fornecer uma boa gestão de TI que melhor atendam às prioridades organizacionais.

Por que contratar a Infonova?

  • Rápido

    Problema é dor, e nós sabemos que as pessoas precisam de ajuda rápido. Nós controlamos o tempo de primeira resposta, e o tempo de solução de cada atendimento.

  • Eficaz

    Nosso objetivo é resolver de primeira! Para isso, nós monitoramos os atendimentos que são reabertos para entender o que está acontecendo.

  • Humano

    Sabe aquele gostinho de ser bem atendido? Somos uma empresa humana: somos pessoas ajudando pessoas.

Empresas que contam com a INFONOVA

Atendimento ao Cliente

ACESSAR

Solicitar Orçamento

SOLICITAR ORÇAMENTO