Por Marcos Bernardino em 3/10/2018 em Artigo

Atualmente, a TI assume posição vital no ambiente empresarial, já que ela provê a infraestrutura para os sistemas de informação e os sistemas tecnológicos da organização. A TI realiza ações para o papel estratégico da organização. Assim, ela agrega valor aos produtos e serviços e auxilia no desenvolvimento da competitividade empresarial. O Planejamento Estratégico de TI (PETI) é um processo que identifica a TI para apoiar a realização do plano de negócio e seus objetivos organizacionais.

O Planejamento Estratégico de TI é essencial para otimização dos usos da TI em uma organização. Por exemplo, o PETI reduz custos, cria inovação, diferencia a empresa, faz a organização crescer e é importante até mesmo para a sobrevivência da organização.

A previsibilidade está em declínio. As mudanças são rápidas e, portanto, é necessário que a organização seja flexível e saiba o que acontece no ambiente interno e externo.

Planejamento Estratégico

Quando se fala em planejamento existem variadas terminologias, conceitos, concepções. Assim, planejamento estratégico é um deles. O planejamento estratégico decide o rumo da empresa ou organização em relação às condições internas e externas. Dessa forma, ele é responsabilidade dos níveis mais altos da empresa.

Atualmente vivemos em um ambiente em constante mudanças. A estratégia organizacional visa aproveitar as oportunidades no ambiente atual. Assim, planejar visa decisões que tenho resultados para o presente. Essas decisões devem ser tomadas pensando no impacto no futuro. Dessa forma, planejamento tem a ver com resultados desejados no futuro.

O planejamento é uma atividade complexa, contínuo, não linear e em várias etapas. Existem variabilidade nas organizações devido a forças externas e pressões internas.

O planejamento estratégico é um modelo de decisão unificado e integrador. Ele determina o propósito organizacional, delimita os domínios de atuação da organização, descreve as relações entre as condições internas e o ambiente externo. Dessa forma, visa fortalecer a organização, e envolve e engaja toda a organização para a realização de seus objetivos. O planejamento não é um ato isolado. Assim, seu resultado final é um plano.

Informação

Atualmente, a informação é um recurso valioso, importante e fator imprescindível para a integração organizacional, inovação e tomada de decisões. Para transformar dados primários em informação é necessário arranjá-los e organizá-los para se tornarem em recursos com valor. Para isso é vital a TI, que deve ser encarado como um recurso estratégico para a organização. Por meio da organização da informação pode se chegar a conhecimentos, que são primordiais para a tomada de decisões e a continuidade e crescimento da empresa.

Uma informação qualificada deve ter algumas características, algumas delas são:

  • Precisa
  • Acessível
  • Completa
  • Flexível
  • Segura
  • Verificável
  • Veloz
  • Relevante
  • Confiável

Definicões de PETI

A estratégia de TI está relacionada com a visão de como a TI suportará a grande demanda por informação e sistemas da organização. Além disso, ela considera as capacidades de TI, como os recursos de hardware e software e as telecomunicações. Também os serviços, tais como, as operações de TI, o desenvolvimento de sistemas e o suporte a usuários.

A partir da década de 90, a TI assumiu um caráter estratégico e um papel transformador nos negócios. Dessa forma, atualmente chegou-se ao um estágio bem avançado de automação na maioria das organizações.

O Planejamento Estratégico de TI é o principal de todo o planejamento prévio de todas as ações de TI da organização. Portanto, ele é uma atividade essencial para todo gerenciamento dos recursos de TI. Por meio do PETI, decidem-se os objetivos da organização e quais recursos são necessários para isso.

O Planejamento Estratégico de TI representa o processo de passagem da estratégia presente para a futura. Faz-se isso apresentando direções, concentrações de esforços, flexibilidade e continuidade dos negócios.

O PETI é um processo dinâmico e interativo. Com ele, estrutura-se estratégia, a tática e as operações relativas a conhecimentos organizacionais, o perfil das pessoas envolvidas, a TI e tudo necessário para a tomada de decisões, ações e processos da organização em relação a esses ativos e informações.

Existem quatro áreas importantes do Planejamento Estratégico de TI:

  • alinhamento dos investimentos de TI com os objetivos do negócio
  • aproveitamento de TI para obter vantagem competitiva
  • realização de uma gestão eficiente dos recursos de TI
  • desenvolvimento de políticas e arquiteturas tecnológicas

Implementação

O Planejamento Estratégico de TI (PETI) e o planejamento estratégico de negócio tem como elo o alinhamento estratégico. A implementação da PETI é um processo de organizar e executar mudanças planejadas. Além disso, é um processo para desenvolver, treinar e instalar recursos para sistemas, tecnologias, usuários e gestores.

Os modelos estáticos e rígidos falham na era da transformação digital. Em primeiro lugar, o PETI deve estar intimamente alinhado com a estratégia do negócio. Além disso, criar um plano é um processo, que também deve ser planejado.

Um plano estratégico deve ser a médio prazo, pois as mudanças exigem isso. Alinha-se a isso aos objetivos de longo prazo da organização e as operações. Portanto, deve-se compreender todas as partes interessadas, as mudanças organizacionais, a governança e tudo necessário para a organização atingir seus objetivos.

Para otimizar a TI no plano estratégico é necessário entender as várias oportunidades de inovação entre as indústrias, lugares e parceiros de negócio. Com a inovação é possível criar uma vantagem competitiva.

Independentemente de qual seja implementação do PETI, ela deve ter flexibilidade para enfrentar as turbulências do mercado e também ter efetividade. Além disso, é necessário que o PETI esteja alinhado e integrado com o Plano Estratégico.

Algumas características devem ser levadas em conta para a análise do planejamento:

Consistência

A estratégia de TI não pode ser inconsistente em relação a metas e políticas gerais da organização.

Adequação

A estratégia de TI deve atender ao ambiente interno e ser flexível em relação às mudanças críticas do ambiente externo da empresa.

Vantagem Competitiva

A vantagem competitiva é um dos objetivos principais de uma empresa. A informação que as empresas competidoras não possuem ou não procuraram pode se tornar uma vantagem competitiva, pois permite ações de inovação.

Viabilidade

A estratégia de TI tem que ser viável. Portanto, ela não deve saturar os recursos disponíveis e também não deve causar problemas sem solução, como problemas na aquisição e na manutenção.

Existem algumas abordagens de como se elaborar ou se montar um PETI. Uma delas tem os seguintes passos:

Preparação

Garante-se o compromisso dos altos executivos no processo de PETI. Além disso, deve-se identificar os executivos líderes do projeto.

Planejamento

É necessário identificar a equipe e os processos. Cria-se um comitê de planejamento. Também, é preciso que o PETI esteja alinhado com o Planejamento Estratégico do Negócio. Além disso, escolhe-se a metodologia para o PETI e se desenvolve soluções e alternativas.

Análise da estratégia organizacional e de TI

Identifica-se o estado dos processos de negócios atuais na organização. Conduz-se a análise operacional – SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats). Identifica-se os fatores críticos de sucesso (CFS). Deve-se identificar a missão corporativa e objetivos usando planejamento estratégico. É necessário determinar o grau de alinhamento com o negócio. Analisa-se processos e sistemas de TI. É preciso identificar o estado de TI e o estado de alinhamento estratégico da organização. Identifica-se oportunidades únicas de TI.

Implementação

Cria-se uma sequência de desenvolvimento. Deve-se documentar e executar um plano de implementação e ação.

Avaliação

Elabora-se um inventário de ações para a implementação da estratégia. Estuda-se os processos de execução. Planeja-se a priorização de ações que conduzem o estudo de cada elemento de ação. É preciso avaliar a dimensão de custo. Analisa-se aspectos de migração e redução, gestão do risco e importância estratégica. Avalia-se a satisfação de necessidades.

Revisão

Define-se procedimentos de controle e continuidade. Especifica-se os procedimentos e indicadores para monitorar a execução. E, finalmente, especifica-se o sistema de gestão da qualidade.

COBIT

O COBIT (Control Objectives for Information and Related Technologies) tem como seu principal propósito o alinhamento entre os objetivos de TI e objetivos de negócio. Ele atende às necessidades da organização por meio da criação de valor, balanceando a realização de benefícios, a utilização de recursos e os riscos. O COBIT é uma base para a avaliação dos processos de TI de uma organização. Assim, o modelo de avaliação permite que as organizações realizem análises com o objetivo de melhorar os processos de TI dentro delas.

O COBIT consegue propor e apoiar diretrizes apropriadas para o processo do PETI. Pois ele visa a entrega de valor e o alinhamento da TI com o negócio. Fornece diretrizes e boas práticas para se desenvolver cada etapa do processo de elaboração do PETI.

A versão atual do framework é COBIT 5. Ele foi criado pela ISACA, antes conhecida como Information Systems Audit and Control Association e agora somente pelas siglas. Nesta versão são revisadas e acrescentadas ideias de outros frameworks e do COBIT 4.1.

BSP/SA

O BSP/SA (Business Systems Planning for Strategic Alignment) é uma metodologia desenvolvida pela IBM. Seus processos incluem atividades de planejamento estratégico, estratégia de negócios, estabelecimento das necessidades de informação, definição dos sistemas de informação e construção de sua arquitetura. Ele envolve todos os níveis da organização no processo de planejamento. Por tudo isso, ele é recomendado para se desenvolver um PETI.

Conclusão

A informação é imprescindível atualmente para qualquer organização. As mudanças são rápidas e há um aumento de complexidade na forma como o ambiente interno e externo funcionam.

Então, um Planejamento Estratégico de TI alinhado com o Planejamento Estratégico da organização é essencial para a continuidade e crescimento da organização. É algo complexo que deve ser feito com a participação de profissionais.