Classe C vai impulsionar mercado brasileiro

PORTO DE GALINHAS – O Brasil será o país da classe C pelos próximos anos, com um público interessado em comprar celulares, computadores e banda larga.

A opinião é da diretora de redação da revista EXAME, Cláudia Vassalo, que falou nessa quinta-feira (6/8) a 72 líderes de TI das maiores empresas do Brasil, no CIO Meeting 2009. O evento, organizado pela INFO, acontece em Porto de Galinhas (PE), até domingo (9/8).

“Ter uma classe C grande é ótimo. A classe média impulsionou a economia norte-americana por muito tempo e fazia falta no Brasil. Mais de 20 milhões de brasileiros entraram para a classe C e estão interessados em consumir carros, celulares, computadores e banda larga. É uma revolução”, disse.

A visão de Cláudia sobre a economia brasileira, baseada nas conversas que têm diariamente com executivos e políticos, é otimista. “A crise não foi só uma marolinha, como disse o presidente Lula. Mas ele acertou quando falou que o Brasil seria o último país a entrar na crise e o primeiro a sair. De fato, já saímos da fase mais aguda da crise”, disse.

Menos instabilidade políticas

O Brasil amadureceu e, por conta disso, resistiu mais à crise. “Estamos com uma base industrial e de serviços mais sólida, com uma estabilidade monetária, com a democracia solidificada”, diz. Em comparação à China e Índia, ela observa que o Brasil se destaca por não sofrer as instabilidades étnicas e políticas daqueles países. “O Brasil pode se destacar também se souber aproveitar seus recursos naturais e criar uma espécie de Vale do Silício da Biotecnologia, na região Norte, que é muito pobre.”

Os dois principais desafios que o país enfrenta no período pós-crise são na área da educação e na infraestrutura. “Os empresários começarão a sentir falta de profissionais se não houver um investimento forte em educação, onde temos um gap gigantesco.” Segundo Cláudia, seria interessante que no Brasil tivessem escolas de ensino fundamental de baixo custo, como acontece na Índia. “Milhões de crianças frequentam esse tipo de escola de reforço, que cobra 1 dólar de mensalidade”, diz.

Fonte: Kátia Arima, da INFO
http://info.abril.com.br/corporate/noticias/classe-c-vai-impulsionar-mercado-brasileiro-06082009-2.shtml

Por que contratar a Infonova?

  • Rápido

    Problema é dor, e nós sabemos que as pessoas precisam de ajuda rápido. Nós controlamos o tempo de primeira resposta, e o tempo de solução de cada atendimento.

  • Eficaz

    Nosso objetivo é resolver de primeira! Para isso, nós monitoramos os atendimentos que são reabertos para entender o que está acontecendo.

  • Humano

    Sabe aquele gostinho de ser bem atendido? Somos uma empresa humana: somos pessoas ajudando pessoas.

Empresas que contam com a INFONOVA

Atendimento ao Cliente

ACESSAR

Solicitar Orçamento

SOLICITAR ORÇAMENTO